Vida Urbana

Audiência do acusado de matar alemão em Cabedelo é adiada

Audiência foi adiada após pedido do acusado; professor alemão foi assassinado a facadas em janeiro deste ano.




A audiência de julgamento de um dos acusados da morte do alemão Siegfried Schimpf, que aconteceria na manhã de ontem, na 1ª Vara de Cabedelo, Região Metropolitana de João Pessoa, foi adiada para a próxima segunda-feira. Segundo o juiz Salvador de Oliveira, titular da 1ª Vara, a advogada do acusado entrou com pedido de adiamento na noite de ontem.

De acordo com o juiz, ontem seria realizada a primeira audiência de instrução, onde seriam ouvidos o réu, uma testemunha do Ministério Público Estadual e a defesa do acusado. Com o adiamento da audiência, o jurista não pôde adiantar mais informações sobre o processo. Ainda conforme Salvador de Oliveira, o acusado está detido no presídio do Róger, em João Pessoa, porém cumprindo pena por um outro crime.

Siegfried Schimpf , 62 anos, foi assassinado com 13 facadas em janeiro deste ano. O corpo de Schimpf foi encontrado na cozinha de sua residência, na praia Formosa, em Cabedelo, pelo filho da companheira da vítima, na época. O europeu residia na Paraíba havia 17 anos e era professor de alemão. Neste período, ele foi casado com uma médica paraibana. Siegfried Schimpf tinha dois filhos com a médica, sendo um de 9 e outro de 10 anos.

A namorada do professor de alemão chegou a registrar seu desaparecimento. À polícia ela contou que marcou um encontro, mas ele não apareceu e também não atendeu às ligações.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.