Vida Urbana

Atendimentos de planos suspensos

Médicos da Paraíba decidiram aderir ao protesto nacional contra as operadoras de planos de saúde e parar o atendimento por 10 dias no Estado.




Em assembleia realizada ontem à noite em João Pessoa, os médicos da Paraíba decidiram aderir ao protesto nacional contra as operadoras de planos de saúde e parar o atendimento por 10 dias em todo o Estado. Os médicos prometem suspender o atendimento a partir da próxima segunda-feira até o dia 25 de outubro. Apenas os atendimentos de urgência e emergência e as consultas já agendadas não serão afetados. A decisão também não deverá atingir os serviços oferecidos pelos planos de saúde da Unimed e do Grupo Unidas, que ficaram de fora do protesto na Paraíba.

Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos da Paraíba (Simed), Tarcísio Campos, a expectativa é que 1,5 mil médicos suspendam as consultas durante o protesto. Com a paralisação, cerca de 1,5 mil atendimentos deverão ser afetados no Estado. Entre outras coisas, os médicos reivindicam reajuste nos honorários.

 

 

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.