Vida Urbana

Atendimento do Samu será ampliado na Paraíba e mais quatro estados

Ministério da Saúde publicou nesta quinta-feira (17) uma portaria no Diário Oficial da União liberando R$ 150 mil para ampliar a cobertura do Samu/192 de João Pessoa.



Codecom/PMCG
Codecom/PMCG
Serviço foi ampliado em 62 municípios paraibanos

Do Jornal da Paraíba

O Ministério da Saúde publicou nesta quinta-feira (17) uma portaria no Diário Oficial da União liberando R$ 150 mil para ampliar a cobertura da central de regulação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu/192) de João Pessoa.

O recurso vai permitir que outros 61 municípios paraibanos sejam atendidos pelo serviço, beneficiando mais de 1,76 milhão de pessoas. A estratégia de regionalizar o Samu/192 permite a inclusão de cidades de pequeno porte na rede de urgência e emergência. O objetivo é universalizar o atendimento para todo o país.

Outras cinco portarias que habilitam veículos do Samu/192 também foram publicadas hoje. Os municípios do Recife/PE, Itanhaém/SP, Sanclerlândia/GO, Mucuri/BA e Livramento Nossa Senhora/BA ganham reforço na assistência em urgência e emergência. O Fundo Nacional de Saúde vai repassar R$ 1,36 milhão, por ano, para os respectivos fundos municipais. A verba será destinada para o custeio e manutenção de cinco ambulâncias e três motolâncias do Samu/192.

A capital pernambucana passa a receber R$ 27,5 mil mensais referentes a uma Unidade de Suporte Avançado (USA), também conhecida como UTI Móvel. Mucuri e Sanclerlândia terão o repasse de R$ 12,5 mil mensais, por município, para o custeio e manutenção de cada uma das Unidades de Suporte Básico (USB). Livramento Nossa Senhora receberá R$ 40 mil mensais para o custeio de uma USB e uma USA. Enquanto Itanhaém terá o incentivo de R$ 21 mil mensais para três motolâncias.

Atendimento em rede

A Rede de Urgências é pensada de forma integrada e coloca à disposição da população serviços mais próximos de sua residência. Com as centrais de regulação do Samu/192, o Ministério da Saúde trabalha na organização da estrutura disponível. Quando uma ambulância do programa é enviada para o atendimento, os profissionais de saúde já sabem para onde levarão o paciente. É o fim da peregrinação à procura de um leito, com a ambulância buscando onde deixar o paciente.

Atualmente, o Samu/192 conta com 157 centrais de regulação que organizam o atendimento às urgências e emergências por meio de aproximadamente duas mil ambulâncias que circulam em todo o país. O serviço está presente em 1.461 municípios, com uma cobertura populacional de mais de 110 milhões de brasileiros.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.