Vida Urbana

Arquidiocese da Paraíba suspende missas com fiéis e recomenda cancelamento de casamentos e batismo

A medida também deve ser estendida às celebrações da Semana Santa. 




Foto: divulgação

A Arquidiocese da Paraíba decidiu suspender, a partir desta quinta-feira (19), as celebrações eucarísticas com a participação do povo como mais uma medida de prevenção a disseminação do Coronavírus (Covid-19). Com a determinação, as missas dominicais serão celebradas a portas fechadas nas matrizes de cada Paróquia com, na medida do possível, transmissão online para os fieis através das plataformas digitais oficiais da Paróquia. A medida também deve ser estendida às celebrações da Semana Santa.

O arcebispo Dom Delson também determinou que a Missa dos Santos Óleos será presidida por ele, na Catedral Basílica, concelebrada apenas pelos membros do Conselho Presbiteral, em comunhão com todo clero. A população, no entanto, terá que acompanhá-la através dos meios de comunicação.

Dom Delson orientou, ainda, que os sacramentos do Batismo e do Matrimônio deverão ser adiados para um tempo oportuno. Caso não seja possível, os mesmos devem ser celebrados em privado, com reduzido número de pessoas. As confissões, a unção dos enfermos e a celebração das exéquias devem ser realizadas somente em casos de extrema necessidade, tomando os devidos cuidados.

 

Outras medidas

 

O arcebispo da Paraíba já havia orientado aos padres a suspender todas as atividades que reúnam grande número de fieis, devido ao risco de proliferação do coronavírus. A medida, anunciada pelo arcebispo Dom Manoel Delson nesta segunda-feira (16), barra a realização de vias-Sacras públicas, procissões, festas de padroeiro e aglomerações acima de 100 pessoas em ambiente fechado e 200 pessoas em ambiente aberto, como catequeses, escola da fé, Encontros de Jovens, de Casais, além de assembleias e visitas pastorais.

A diocese de Campina Grande publicou, na manhã desta terça-feira (17), uma nota em que estabelece medidas de prevenção ao coronavírus. Entre as determinações estão o cancelamento de eventos, incluindo missas, que provoquem grandes aglomerações de pessoas e a saudação da paz durante as celebrações. As missas devem ser multiplicadas, para evitar grandes públicos. As medidas valem para Campina Grande e 61 municípios da região.

 

Confira a nova recomendação da Arquidiocese na íntegra:

Diante do avanço e da gravidade da pandemia do novo COVID-19, em sintonia com as orientações dadas pelas autoridades sanitárias e de saúde, em comunhão com as dioceses e arquidioceses do Regional Nordeste 2 e do Brasil, com zeloso cuidado pastoral e no intuito de preservar a saúde de todo povo de Deus, decidimos que:

1. Estão suspensas, a partir desta data, 19 de março de 2020, as Celebrações Eucarísticas com a participação do povo em todo território desta Arquidiocese.

2. As Missas Dominicais sejam celebradas a portas fechadas nas matrizes de cada Paróquia com, na medida do possível, transmissão online para os fieis através das plataformas digitais oficiais da Paróquia.

3. Que os padres celebrem diariamente e de forma privada a Santa Eucaristia e Adoração ao Santíssimo Sacramento na intenção dos profissionais de saúde, das vítimas da pandemia e pelas intenções do povo de Deus (pro populo);

5. Os fieis poderão, ainda, acompanhar as celebrações transmitidas regularmente nas emissoras de TV e rádio, nos horários convencionais disponibilizados;

6. As celebrações da Semana Santa deverão acontecer obedecendo as orientações do item 2 desta nota. A Missa dos Santos Óleos será presidida pelo Arcebispo, na Catedral Basílica, concelebrada apenas pelos membros do Conselho Presbiteral, em comunhão com todo clero e povo de Deus que irá acompanhar através dos meios de comunicação;

7. Os Sacramentos do Batismo e do Matrimônio deverão ser adiados para um tempo oportuno. Caso não seja possível, os mesmos devem ser celebrados em privado, com reduzido número de pessoas;

8. As confissões, a unção dos enfermos e a celebração das exéquias sejam realizadas somente em casos de extrema necessidade, tomando os devidos cuidados;

9. O horário de funcionamento das secretarias paroquiais serão definidos pelos Párocos ou Administradores Paroquiais de acordo com as necessidades;

10. Diante dos inadiáveis compromissos econômicos das Paróquias (despesas fixas, salários dos funcionários, etc), solicitamos que os fieis mantenham a fidelidade ao dízimo, devendo cada Paróquia encontrar os meios para que isso aconteça.

Concluindo as determinações, invocamos a maternal intercessão de Nossa Senhora das Neves, padroeira da Paraíba, e do glorioso São José, patrono universal da Igreja, para que continuem intercedendo por nós neste momento de tamanha aflição. Convocamos a todos para que intensifiquemos as nossas orações, na certeza de que Jesus Cristo, o Bom Pastor, nos conduzirá na superação deste tempo de provação.

Que Deus abençoe a todos!

João Pessoa, 19 de março de 2020
Dom Frei Manoel Delson Pedreira da Cruz, OFMCap
Arcebispo da Paraíba


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.