Vida Urbana

Adolescente é baleado por policial civil após ser confundido com foragido da Justiça

Ele sofreu fratura exposta no membro inferior direito, e seu estado de saúde é estável.




Um adolescente de 14 anos de idade foi baleado por um policial civil após ser confundido com um foragido da Justiça, em Campina Grande. O caso aconteceu na manhã desta quarta-feira (21), no bairro Três Irmãs.

Segunda o pai da vítima, uma equipe da Polícia Civil estaria em busca de um foragido no momento em que o menino foi baleado, em frente à uma borracharia, nas proximidades da residência da família.

O adolescente teria ido até a borracharia a pedido do pai, e quando estava no local, dois policiais civis desceram de um carro armados. Assustado, o menino correu e um dos policiais atirou em direção às pernas dele pelo menos menos seis vezes.

O adolescente se encontra no centro cirúrgico do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. De acordo com a unidade, ele sofreu fratura exposta no membro inferior direito, e seu estado de saúde é estável.

Em nota, a 2ª Superintendência de Polícia Civil deu outra versão da história, alegou que o policial agiu para cessar agressões sofridas durante uma luta corporal. Veja na íntegra:

2ª Superintendência de Polícia Civil – NOTA

A 2ª Superintendência de Polícia Civil (2ª SRPC), sediada em Campina Grande, esclarece que, na manhã desta quarta-feira, 21 de outubro, uma equipe policial empreendeu diligências para cumprir quatro mandados de prisão em desfavor de RONKALY ALVES DE BRITO, mais conhecido como “MORTES”, no Conjunto Ronaldo Cunha Lima, bairro Três Irmãs.

Durante as diligências, a equipe policial encontrou RONKALY acompanhado de outro homem, caminhando em uma rua do bairro. Neste momento, os policiais abordaram os dois homens, dando voz de prisão a RONKALY, certificando-o dos mandados de prisão em seu nome.

O fato é que, neste exato momento, o segundo homem em questão saiu correndo pela rua e invadiu uma residência de terceiros, sendo, naturalmente, perseguido pelos policiais.

Um dos policiais conseguiu alcançar o homem em fuga no quintal dessa residência, mas esse homem entrou em luta corporal com o agente de investigação, tentando tomar-lhe a arma e atentar contra a vida do policial.

Nesse embate, como forma de conter o suspeito e fazer cessar as agressões, o policial, mesmo caído ao solo, conseguiu atingir o suspeito com disparos de arma de fogo na perna, para conter a situação, sendo posteriormente detido e prontamente socorrido ao Hospital de Traumas pela Polícia.

Vale ressaltar que o primeiro suspeito de alcunha “MORTES”, principal alvo da ação policial, foi preso sem qualquer uso da força pelos agentes.

2ª Superintendência de Polícia Civil
Assessoria de Imprensa
21.10.2020


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.