Vida Urbana

Açude de Boqueirão passa dos 60% e outros 29 reservatórios da PB estão sangrando, diz Aesa

Se atingir mais 4,26 metros na lâmina d’água, o açude de Boqueirão vai sangrar.




Pôr do sol no acude Epitácio Pessoa, em Boqueirão (Foto: Josusmar Barbosa)

O volume do açude Epitácio Pessoa, que fica no Município de Boqueirão, no Agreste da Paraíba, passou dos 60% de sua capacidade total, conforme dados da Agência Executiva das Águas do Estado (Aesa), atualizados nesta terça-feira (7). Outros vinte e nove açudes da Paraíba monitorados pela Aesa ultrapassaram a capacidade total de armazenamento de água e estão sangrando.

Se atingir 4,26 metros na lâmina d’água, o açude de Boqueirão vai sangrar, conforme a Aesa. Além dele, açudes como o de São Gonçalo, localizado no município de Sousa, no Sertão, e comporta 40 milhões de metros cúbicos, também está recebendo uma recarga alta desde o início de 2020. Conforme a Aesa, os cinco maiores açudes da Paraíba estão registrando os seguintes volumes:

  • Epitácio Pessoa – Boqueirão: 63,72% (297.264.887 m³);
  • Engenheiro Ávidos – Cajazeiras: 44,01% (129.210.444 m³);
  • Barragem de Coremas – Coremas,: 38,38% da capacidade (285.572.996 m³);
  • Mãe d’Água – Coremas: 38,12% (207.739.952 m³);
  • Acauã – Itatuba: 12,84% (32.477.177 m³).

A cidade de Cajazeiras, no Sertão da Paraíba, foi a que mais registrou chuvas entre os dias 1 de janeiro e 7 de abril de 2020, seguida dos municípios de Nova Olinda, São José de Piranhas, Cachoeira dos Índios e Boa Ventura.

Desde o ano de 2013 que o açude de Boqueirão não atingia metade de sua capacidade total. No ano de 2017 o açude de Boqueirão chegou a atingir 2,0% de sua capacidade total, o que fez Campina Grande e outras 18 cidades abastecidas pelas águas do manancial adotarem medidas de racionamento. No mesmo ano, o reservatório precisou receber águas da transposição do Rio São Francisco.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.