Vida Urbana

Acordo entre Semob e Sintur suspende discussão sobre reajuste da tarifa de ônibus em João Pessoa por 60 dias

Representante das empresas de ônibus afirmou que a proposta é manter o preço atual, que é R$ 4,15.




Acordo entre Semob-JP e Sintur suspende reajuste no preço da passagem de ônibus por 60 dias. Foto: Divulgação/Secom-JP

O tradicional aumento anual no preço das passagens de ônibus em João Pessoa está suspenso e não deve acontecer agora. Segundo a assessoria de comunicação da Superintendência de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP), a discussão sobre o reajuste vai ficar parada pelos próximos dois meses, após um acordo firmado entre o órgão e o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros no Município de João Pessoa (Sintur-JP).

Em janeiro, o superintendente George Ventura Morais, afirmou que a Semob-JP recebeu no final do ano passado, um relatório com dados fornecidos pelo Sintur-JP, com o objetivo de que fossem iniciados os estudos de um, segundo ele, eventual reajuste tarifário, levando em consideração o que está previsto no contrato de concessão do transporte público de João Pessoa.

O diretor do Sintur-JP, Isaac Junior Moreira, disse que os órgãos vão continuar analisando as condições de operação do sistema coletivo em João Pessoa, mas afirmou que a proposta é manter o preço da passagem cobrado atualmente, que é de R$ 4,15.

“O que o Sintur menos quer é aumentar o preço da passagem neste momento. Entre as propostas que estamos avaliando, está a redução da carga tributária, principalmente no que se refere aos 5% de ISS e os 18% de ICMS, este cobrado diretamente no valor do óleo diesel”, disse.

No ano passado, o Conselho Municipal de Mobilidade Urbana de João Pessoa (CMU) definiu o aumento da passagem de ônibus no dia 24 de janeiro. Na ocasião, o reajuste foi de R$ 0,20, fazendo com que a tarifa para quem utiliza o ‘Passe Legal’ fosse de R$ 3,80 para R$ 4,00. Para quem paga em dinheiro, saiu de R$ 3,95 para R$ 4,15. Os novos valores começaram a valer dois dias após a reunião.

Durante o segundo turno das Eleições 2020, em entrevista ao JPB2 da TV Cabo Branco, o prefeito Cícero Lucena (à época, candidato) afirmou que uma das suas prioridades, caso eleito, seria resolver os problemas da mobilidade urbana, mas adiantou que avanços no transporte público seriam, principalmente, voltados à melhoria da frota de ônibus.

“Vamos promover ações para interligar bairros, para você dimensionar a frota necessária. Terminando o Terminal do Valentina, fazendo o do Cristo e, com isso, dimensionaremos a frota. Sem prazo, mas de imediato. O ônibus é uma concessão. Wi-fi, por exemplo, você pode pegar uma parceria com a iniciativa privada. Se não tem, talvez seja uma acomodação dos empresários locais”, falou.

Especificamente sobre o preço da passagem de ônibus, Cícero garantiu, em entrevista à CBN João Pessoa também nas Eleições 2020, rever os valores cobrados pelas empresas responsáveis pelo transporte público da capital. “É atribuição do prefeito oferecer um transporte ágil, confortável e com passagem justa”, afirmou na época. Sobre o mesmo assunto, ele disse que a mobilidade urbana da cidade precisa ser “mais justa, mais humana, mais solidária”, disse.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.