Vida Urbana

Acidentes com motos voltam a crescer após relaxamento e flexibilização do isolamento social na PB

Levantamento do Jornal da Paraíba mostra crescimento principalmente entre maio e junho.




Foto: Arquivo Jornal da Paraíba

O relaxamento da população em relação às medidas de isolamento social e a flexibilização do comércio e serviços na Paraíba, têm feito com que o número de acidentes envolvendo motos venha crescendo nos últimos meses. O JORNAL DA PARAÍBA fez um levantamento com dados referentes aos atendimentos realizados nos Hospitais de Emergência e Trauma de João Pessoa e Campina Grande.

A situação de emergência provocada pela pandemia do novo coronavírus foi decretada pelo Governo da Paraíba desde 14 de março. No referido mês, os números se mantiveram na média de 600 casos.

Em abril, primeiro mês completo de pandemia, o Hospital de Trauma de João Pessoa atendeu 452 pacientes que se envolveram em acidentes com motos. Já em Campina Grande, foram realizados 482 atendimentos. Em maio, os números foram para 462 ocorrências em João Pessoa e 507 em Campina Grande.

O mês de junho, que é quando as cidades do Nordeste realizam as tradicionais festas juninas, os números continuaram crescendo. Apesar da comemoração reduzida, com a proibição de fogueiras e a não realização dos festejos em praça pública pelas prefeituras, João Pessoa registrou 473 atendimentos de pacientes que se envolveram em acidentes com moto e Campina Grande teve um novo aumento, desta vez com 569 casos. Foi no mês de junho que as prefeituras começaram a implantar a flexibilização das medidas de isolamento.

O crescimento no número de acidentes com motos em João Pessoa é menor, se comparado à Campina Grande, exatamente por atender cidades do Agreste e Sertão, que possuem muitas pessoas que utilizam a motocicleta como meio de transporte.

O diretor técnico do Hospital de Trauma de Campina Grande, Gilney Porto, disse que os números reforçam a importância do isolamento social neste período de pandemia. Outra preocupação dos órgãos de saúde é o aumento no número de atendimentos nos hospitais, já que muitas dessas unidades também estão tratando de pacientes com Covid-19.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.