Vida Urbana

Plataforma digital de mediação facilita negociações para reduzir demandas judiciais 

Ferramenta mantém o critério de pessoalidade e permite interação entre todos os participantes,




Uma plataforma online criada pela Associação dos Advogados de São Paulo (AASP), aberta para profissionais de todo o país, quer reduzir as demandas judiciais. A ideia da ferramenta é permitir a mediação de causas, evitando que muitas se transformem em processos jurídicos. 

Precisamos deixar a cultura do litígio e a ideia de que todas as questões devem ser levadas ao Judiciário. Sabemos que temos que implementar e estimular cada vez mais  a cultura dos meios alternativos de conflito”, afirmou. o presidente da AASP, Renato Cury. No momento pelo qual passamos, da pandemia, temos receio de que as inúmeras demandas advindas desse período aportem todas no Poder Judiciário, causando um colapso no sistema e na prestação jurisdicional, por isso é importante o uso dos métodos alternativos de solução de conflitos”, alertou.

A mediação visa recuperar o diálogo entre as partes, utilizando-se de um terceiro, o mediador, que contribui para fazer fluir a conversação entre os envolvidos; ao final eles mesmos decidem e, conjuntamente, chegam a um consenso.  O pedido de mediação deverá ser feito sempre por um advogado. O serviço é gratuito para causas de até R$ 5 mil.

A Plataforma Digital do Centro de Mediação AASP foi concebida para que tudo seja feito de modo simples, ágil, em prazos adequados, mas reduzidos, sempre com a participação de advogados e a intervenção do mediador, em sessões remotas. A ferramenta mantém o critério de pessoalidade e permite interação entre todos os participantes, além de administrar o contato entre as partes e delas com os mediadores.

 

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.