Sem categoria

Prefeitos querem prazo maior para exonerar não concursados

Gestores de toda a Paraíba pressionam Ministério Público a fim de prorrogar exonerações de servidores não concursados. Prazo terminou em 31 de julho e não foi adiado.




Cecília Noronha
Do Jornal da Paraíba

Prefeitos de toda a Paraíba se reúnem na tarde dessa terça-feira (24), em Campina Grande, em assembleia geral extraordinária. A categoria vai preparar um documento solicitando ao Ministério Público a prorrogação do prazo para exonerar prestadores de serviço e comissionados, como exigiu o órgão.

Os gestores defendem que a publicação de editais para concurso seja feita só após o período eleitoral. Eles voltam também a insistir que a determinação seja válida para o governo do Estado e não apenas aos municípios.

O presidente da Famup, Buba Germano Costa, avisa que os gestores pedem mais sensibilidade da Justiça. “Vamos insistir e elaborar um documento reiterando o apelo para que o contrato (dos não efetivos) vá até o final do ano por causa do período eleitoral”, disse. “Precisamos abrir edital e não temos dotação orçamentária”, informou.

Ainda segundo lembrou Buba Germano, algumas prefeituras já abriram edital para realização de concurso, ou entraram na Justiça com pedido de liminar para manter os funcionários no quadro. “Mas, estamos lutando agora para que todas (as gestões) sejam beneficiadas. Depois do período eleitoral, a gente cumpriria a determinação”, avalia.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.