Sem categoria

Maranhão foge do debate; Nelson e Ricardo discutem propostas

Ausência do candidato José Maranhão (PMDB) foi tema de críticas dos dois candidatos que participaram do último debate antes das eleições deste domingo.




Natália Xavier

Durante o debate promovido pelas TVs Cabo Branco e Paraíba, os candidatos Ricardo Coutinho (PSB) e Nelson Júnior (Psol) aproveitaram para apresentar suas propostas em áreas como infraestrutura, agricultura, dívida líquida, saneamento básico e habitação. Os dois candidatos não esqueceram, entretanto, do candidato à reeleição José Maranhão (PMDB), que foi convidado para o debate, mas preferiu não participar alegando que já tinha realizado mais de 30 discussões com a sociedade.

Durante o programa, o candidato do PSB, Ricardo Coutinho destacou propostas como a criação de uma linha de crédito destinada aos pequenos agricultores para incentivar o desenvolvimento da agricultura. Já Nelson Júnior prometeu que, se eleito, todo o alimento utilizado na merenda escolar será comprada aos agricultores familiares. Os dois candidatos também se comprometeram a reduzir a dívida líquida do Estado e a desenvolver programas de redução do déficit habitacional na Paraíba.

Ricardo Coutinho prometeu ainda que, se eleito, irá implantar em todo o Estado o 14º salário para trabalhadores de educação de escolas estaduais que alcançarem a meta de qualidade de ensino. Já Nelson Junior, destacou que pretende incentivar a criação de cooperativas em todas as cidades do Estado para que a população comecem a se organizar, produzir mais e assim ter retorno financeiro.

Como estava previsto nas regras do debate, os candidatos que compareceram poderiam fazer perguntas a José Maranhão, mesmo ele estando ausente. O primeiro que destinou uma pergunta a Maranhão foi Ricardo Coutinho. O ex-prefeito da capital afirmou que o peemedebista escreveu uma página inédita na política e criou uma situação “vergonhosa” ao se ausentar do último debate antes das eleições. “Fazendo parte desta fase vergonhosa na política brasileira dentro da Paraíba, o que o senhor pretende fazer nos próximos quatro anos?”, perguntou.

Nelson Júnior também dirigiu perguntas ao candidato à reeleição. “Maranhão, como senhor pretende defender os interesses da Paraíba nos fóruns regionais e nacionais se o senhor se nega a debater com conterrâneos, se não se sente à vontade para debater com seus conterrâneos? O senhor não tem condições de defender a Paraíba, não tem condições de ser governador”, criticou durante o segundo bloco do debate.

O momento de maior tensão entre os dois candidatos que compareceram ao debate aconteceu no quarto bloco quando Nelson Júnior questionou ainda Ricardo Coutinho sobre a aliança feita com o senador (candidato à reeleição) Efraim Morais (DEM). O ex-prefeito de João Pessoa, respondeu alegando que nada foi provado contra Efraim e comparou o democrata à Heloísa Helena (Psol). “Não há nada provado contra Efraim Morais”, declarou. “Fiz alianças para poder desenvolver meus projetos na Paraíba”, complementou.

Quanto à comparação feita entre Efraim e Heloísa Helena, Nelson Junior disse que o ex-prefeito estava sendo desrespeitoso. “Com certeza o povo paraibano não acredita nisto”, disse.

Foram convidados para o debate os candidatos que possuem representação na Câmara Federal, o que é previsto na Lei Eleitoral. Os outros candidatos que concorrem ao governo do Estado são Lourdes Sarmento (PCO), Marcelino Rodrigues (PSTU) e Francisco Oliveira (PCB). O debate começou após a novela Passione e teve quatro blocos. Os candidatos fizeram a partir de temas sorteados, como dívida líquida, saneamento básico e infraestrutura e puderam elaborar também perguntas com temas livres.

Transmissão online

A transmissão do debate também foi realizada ao vivo pelo portal Paraíba1. Mais de 2.800 pessoas acompanharam a transmissão online que contou com 4.266 comentários de internautas sobre as propostas apresentadas e as discussões. Ao todo, a hashtag “#debateredepb” foi mencionada no microblog Twitter 2.667 vezes.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.