Sem categoria

Descargas de raios matam 130

Basta a população saber o que fazer e o que evitar quando se escuta o primeiro trovão.




O raio é uma descarga elétrica de grande intensidade que ocorre na atmosfera. De acordo com o Grupo de Eletricidade Atmosférica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), 80% das mortes causadas por raios podem ser evitadas. Basta a população saber o que fazer e o que evitar quando se escuta o primeiro trovão.

A cada 50 mortes por raios no mundo, uma é no Brasil, cujo território é o de maior incidência mundial do fenômeno. Em média, a cada ano as descargas elétricas provocam 130 mortes no País, deixam 200 feridos e trazem prejuízos de R$ 1 bilhão.

Quando alguém é atingido, na maioria das vezes recebe correntes indiretas vindas pelo chão. É raro uma pessoa ser atingida diretamente pelo raio, mas quando acontece, a morte é instantânea.

A orientação do INPE é que, com chuva forte, deve-se interromper qualquer atividade ao ar livre em local descampado, como clube, praia, campo de futebol, plantação ou pista de pouso. Deve-se procurar abrigo em qualquer edificação ou instalação subterrânea. Se alguém estiver na rua e não houver nenhuma casa ou prédio por perto, a orientação é ficar agachado, com os pés juntos, até a chuva passar e nunca deitar no chão. O interior de veículos, totalmente fechados é a opção mais segura.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.