Sem categoria

Cursos Isolados: somente para matérias que o aluno tenha dificuldade

É importante que o aluno tenha alguma outra atividade fora do horário convencional das aulas na escola, mas alerta para o perigo de sobrecarregar o estudante.




Da Redação

Os cursinhos de matérias isoladas se multiplicam a cada dia, estudar um horário na escola e em outro horário fazer cursinhos especializados se torna cada vez mais comum entre os alunos. Antes de começar a fazer cursinhos para cada disciplina é preciso saber a opinião dos especialistas sobre o assunto.

Danilo Saraiva, coordenador pedagógico do terceiro ano e cursinho do Motiva em Miramar, não aconselha que o aluno faça isoladas de muitas disciplinas, mas disse que uma ou duas aulas de matérias em que o aluno tem mais dificuldades podem ajudar. “É importante que o aluno não se prenda a este tipo de curso e só faça se realmente sentir dificuldade na disciplina”, aconselha.

Já Katzumy Sook, coordenadora do ensino médio do Colégio marista Pio X, acha muito importante que o aluno tenha alguma outra atividade fora do horário convencional das aulas na escola, mas alerta para o perigo de sobrecarregar o estudante. “A escola já trabalha todo o conteúdo do PSS. Para fazer matéria isolada é preciso haver um critério, como por exemplo fazer a disciplina de que precise de um apoio maior, que não tenha tanta habilidade”, opinou.

Os dois pedagogos concordam que cursinhos extras podem tirar a atenção do aluno na escola quando ocupam muito tempo e quando isto acontece pode ser prejudicial, no entanto, se o aluno realmente sente  dificuldade em determinada matéria é aconselhável assistir a estas aulas. Além disto, eles consideram que ter um tempo em casa para revisar as matérias vistas em sala de aula é fundamental.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.