Sem categoria

Após desabamento de teto, Justiça interdita fórum e transfere serviços

Parte do teto do Fórum de Cabedelo desabou na quarta-feira. Prazos processuais foram suspensos e serviços transferidos para comarcas do Geisel e Mangabeira, na Capital.




Karoline Zilah
Com TJPB

Após o desabamento de parte do teto do Fórum de Cabedelo, o presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Abraham Lincoln da Cunha Ramos determinou a interdição do prédio e a transferência de seus serviços para as comarcas do Geisel e de Mangabeira, em João Pessoa.

O incidente aconteceu na tarde da quarta-feira (29) e resultou em protestos dos servidores. A Associação dos Técnicos, Auxiliares e Analistas Judiciários do Estado da Paraíba (Astaj) informou que ainda há rachaduras e riscos de novos incidentes. Por isso, a entidade pediu a interdição do prédio, com o objetivo de preservar a integridade física dos servidores.

De acordo com o desembargador Abraham Lincoln, o funcionamento das unidades foi transferido em caráter excepcional, até que os trabalhos de reparação do prédio sejam realizados. A medida emergencial foi aprovada por unanimidade pelo Tribunal Pleno, em sessão realizada no fim da tarde.

A resolução aprovada pela Corte de Justiça suspende, ainda, os prazos processuais do Fórum de Cabedelo.

O desembargador também solicitou à Gerência de Engenharia do Tribunal uma inspeção e a reparação dos problemas detectados.

De acordo com a resolução, as 1ª e 2ª Varas da comarca de Cabedelo passarão a funcionar temporariamente no Fórum do Conjunto Ernesto Geisel, enquanto que as 3ª e 4ª e os Juizados especiais funcionarão no Fórum Regional Desembargador Flóscolo da Nóbrega, no bairro de Mangabeira, comarca da Capital.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.