Sem categoria

Ação contra Jota Júnior é encaminhada à Procuradoria Geral de Justiça

Encaminhamento foi solicitado pelo Ministério Público do Estado, autor da ação.



Divulgação
Divulgação
Prefeito de Bayeux, Jota Júnior

Da Redação

Depois de ser adiado por três vezes, a notícia-crime que tem como réu o prefeito de Bayeux, Josival Júnior de Souza, conhecido como Jota Júnior, foi retirada da pauta do Tribunal de Justiça na manhã desta quarta-feira (23) e será remetida à Procuradoria Geral de Justiça. O prefeito é acusado de crimes licitatórios.

De acordo com o relator, o desembargador Leôncio Teixeira Câmara, com o encaminhamento, ele atendeu a um pedido do próprio Ministério Público do Estado, autor da ação. Na última quarta-feira (16), um dos acusados na notícia-crime, José Braga Leite Filho, pediu o adiamento através de um requerimento.

Improbidade Administrativa

Jota Júnior também foi julgado pelo crime de improbidade administrativa no último dia 9. O TJ, por sua vez, decidiu não afastá-lo da prefeitura e nem decretar a sua prisão pelo crime. A notícia-crime também havia sido adiada três vezes. O caso terá continuidade e o prefeito enfrentará uma ação penal.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.