Eleições 2018

‘Votaram no meu lugar’, denuncia estudante

Alberto Segundo relatou que o problema aconteceu mesmo com o sistema de biometria em vigor. Ele tentou conversar com juiz eleitoral para resolver a questão.



Divulgação
Divulgação

O estudante de design gráfico Alberto Segundo, de 20 anos, foi surpreendido na tarde deste domingo ao ser informado que já haviam votado em seu lugar. O caso ocorreu no Colégio QI, em Cabedelo, município da Região Metropolitana de João Pessoa.

 

Conforme Segundo, ao chegar no local, o comprovante do 2º turno não se encontrava com a mesária. “Foi por volta das 15h. Eles acharam, inicialmente, que havia acontecido algum problema e que tivessem trocado os meus dados com os de outra pessoa, mas não tinha como, até porque precisam usar a biometria”, comentou.

Ainda de acordo com ele, após o incidente, a responsável pela votação no colégio entrou em contato com o juiz que solicitou que ele fosse ao Fórum Eleitoral, no Centro da capital.

“Quando cheguei, ele já estava a par da situação e disse que infelizmente eu não poderia votar, porque alguém havia feito isso em meu nome. Depois pediu que eu voltasse na terça-feira para prestar um depoimento e abrir um processo”, relatou, acrescentando que se sentiu prejudicado por não poder exercer seu dever de cidadão.

“Estou indignado. Achei desrespeitoso e me sinto lesado. Eu pretendia votar no primeiro turno, mas não pude porque estava em Pernambuco. Agora, quando me proponho a ir, acontece isso”, finalizou o estudante.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que informou não poder dar detalhes sobre a ocorrência por não ter o registro do fato no último balanço do órgão.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.