Política

Vitória de ruralista faz adiar votação

Integrantes do Palácio do Planalto, querem impedir a continuação da votação de novas mudanças no texto que altera o Código Florestal.




Após derrota imposta pela bancada ruralista, integrantes do Palácio do Planalto entraram em campo para impedir a continuação da votação de novas mudanças no texto da MP (Medida Provisória) que altera o Código Florestal.

A audiência prevista para a manhã de ontem foi cancelada depois de o presidente da comissão mista do Congresso, que trata do tema, deputado Bonh Gass (PT-RS), se reunir com a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti.

O encontro ocorreu ontem à noite poucas horas depois de integrantes da bancada ruralista conseguirem aprovar na comissão uma medida que acaba com as áreas de proteção permanente nas margens dos rios intermitentes -aqueles que, em períodos de estiagem, desaparecem temporariamente.

Apesar de a votação ter sido apertada (15 a favor e 12 contra) acendeu o sinal de alerta no Palácio do Planalto. O receio era de que outras mudanças na MP consideradas como prejudiciais ao meio ambiente, como a possibilidade da suspensão das multas por desmatamento e a utilização de APPs (área de proteção permanentes) para irrigação também fossem votadas na comissão no dia de ontem.

Uma nova audiência está prevista somente para o próximo dia 28 de agosto.

"Vamos usar todo o tempo possível para fazer o debate", disse Bohn Gass.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.