Política

Vereador sofre sequestro e ameaças para renunciar ao cargo

Bandidos exigiram que ele assinasse documento renunciando ao cargo.  



Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook
Mensagem do vereador em rede social

Vereador eleito na cidade de Soledade passsou duas horas na mira de revólver recebendo ameaças para renunciar ao cargo. Osório Guedes, mais conhecido como Professor Netinho, ganhou na última eleição com 424 votos pelo partido PROS, e disse que passou momentos de terror na noite de ontem (27). “Fui ameaçado de morte caso não renunciasse ao mandato que o povo me concedeu para vereador. Passei momentos de tortura e cárcere e estou chocado”, ressaltou. O vereador também denunciou o caso em uma rede social.

Segundo Osório Guedes, ele estava na casa de amigos conversando quando dois homens em uma moto chegaram na residência já perguntando por ele. Quando entraram, um dos bandidos trancou no quarto dois amigos do vereador e o outro ficou o ameaçando.
 
“Eles tiraram três documentos de um envelope exigindo que eu assinasse minha renúncia para me dedicar aos estudos para passar em concurso. Em duas horas eles ficaram com o revólver na minha cabeça, mas não assinei. Então eles foram embora”, afirmou. 
 
Na manhã de hoje, Osório Guedes procurou a Polícia Federal por se tratar de crime eleitoral. A PF só informou que vai iniciar as investigações. A Câmara de Vereadores de Soledade não quis se pronunciar. 
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.