Política

Temer autoriza tropas federais para eleições; juízes de CG já solicitaram Exército

Uso das Forças Armadas dependerá de solicitação do Tribunal Superior Eleitoral.




O presidente Michel Temer autorizou o uso das Forças Armadas para os dias de votação e apuração das eleições deste ano. Ele assinou um decreto que será publicado nesta terça-feira (22), no Diário Oficial. O efetivo uso das Forças Armadas, no entanto, dependerá de solicitação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na Paraíba, o primeiro município a solicitar tropas federais, por meio dos juízes federais, foi Campina Grande.

“Fica autorizado o emprego das Forças Armadas para a garantia da votação e da apuração das eleições de 2018. […] As localidades e o período de emprego das Forças Armadas serão definidos conforme os termos de requisição do Tribunal Superior Eleitoral”, diz o decreto assinado por Temer.

Campina Grande

Assim como ocorreu nas últimas sete eleições, Campina Grande pode ter tropas federais no pleito deste ano. O pedido de reforço foi feito pelos três juízes eleitorais da cidade, por meio de um ofício encaminhado ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB).

O documento solicita a presença de tropas federais para auxiliar na segurança das eleições municipais do dia 7 de outubro deste ano. O pedido é assinado por Ana Christina Soares Penazzi (16ª Zona Eleitoral), Horácio Ferreira de Melo Júnior (17ª Zona Eleitoral) e Falkandre de Sousa Queiroz (72ª Zona Eleitoral).

“Nós entendemos que será necessária a presença do Exército para auxiliar na segurança das eleições deste ano, de forma preventiva, sem desmerecer as qualidades da nossa briosa Polícia Militar, que é importante no contexto, mas Campina Grande é diferente. O acirramento é grande, muitos políticos têm suas lideranças e muitos aliados cujos ânimos de exaltam quando se aproximam as eleições”, explicou Horário Ferreira, que também é o coordenador da Propaganda Eleitoral em Campina Grande.

Histórico das tropas

Se o pedido for aprovado pelo plenário do TRE-PB, a solicitação de tropas federais vai ser encaminhada ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que deve repassar a demanda para o Governo Federal. O juiz Horário Ferreira adiantou que o ideal seria a presença do Exército, na cidade, entre os dia 4 e 7 de outubro, quando será realizado o primeiro turno do pleito.

O magistrado lembrou que, atendimento ao pedido da Justiça Eleitoral, as tropas federais já atuaram no auxílio da segurança nos últimos sete pleitos em Campina Grande, ocorridos nos anos de 2004, 2006, 2008, 2010, 2012, 2014 e 2016.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.