Política

TCE ministra neste sábado curso para jornalistas em Sousa

Treinamento de Sousa será feito no Telecentro da cidade, das 8h às 12h e das 14h às 18h. Há cerca de uma semana já houve outro curso em Cajazeiras.




Do Jornal da Paraíba

Equipe do Tribunal de Contas do Estado vai promover, neste sábado(24), em Sousa, o treinamento de jornalistas para consulta ao Sistema de Acompanhamento dos Recursos da Sociedade (Sagres), aplicativo de computador que permite o acesso a receitas e despesas públicas. “Trata-se de iniciativa voltada para o aprimoramento do controle social desses gastos”, explica o presidente do TCE, conselheiro Nominando Diniz.

Decorrência de convênio firmado com a jornalista Marcela Sitônio, presidente da Associação Paraibana de Imprensa, em 5 de março passado, o treinamento de Sousa – o segundo do gênero – será feito no Telecentro da cidade, das 8h às 12h e das 14h às 18h. O primeiro deu-se em Cajazeiras, há cerca de uma semana.

Também, ali, a Escola de Contas Conselheiro Otacílio Silveira (Ecosil), órgão do TCE, promoveu, na ocasião, a orientação de alunos de Ciências Contábeis e Ciências Jurídicas da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (Fafic) para a ampliação dos mecanismos de controle social dos recursos públicos.

“Surpreendeu-nos a forma como fomos recebidos em Cajazeiras. Houve até faixas nas ruas com saudações ao Tribunal”, conta o coordenador da Ecosil, Sebastião Taveira.

Parceria

A equipe por ele capitaneada, e formada pelos auditores José Lusmá, Fabiana Luzia, Carolina Cabral e Adriana Maciel, ministrou palestras para os alunos da Fafic sobre “Licitações e Contratos Administrativos”, “Gestão de Pessoal”, “Sagres e sua Utilização”, “Despesas Condicionadas à Educação e à Saúde”, “Execução Orçamentária, Financeira e Patrimonial” e “Obras Públicas”.

Este mesmo objetivo levou o coordenador da Ecosil a encontro, no dia de ontem, com a professora Marlene Alves Sousa Luna, reitora da Universidade Estadual da Paraíba, outro centro acadêmico com o qual o TCE mantém o tipo de cooperação. “Também estão adiantados idênticos entendimentos com o pessoal do Unipê”, revela Taveira.

 A providência, informa ele, favorece o envolvimento de segmentos diversos da sociedade com o controle externo e, desse modo, serve ao propósito de transparência da gestão pública.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.