Política

TCE julga improcedente denúncia de irregularidade na Câmara de Campina Grande

Tribunal analisou processo licitatório para contratação de empresa de manutenção de aparelhos de ar condicionados.




Ivonete diz que,  na sua gestão, foram realizadas 16 licitações para contratação de serviço

A 1ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) julgou improcedente uma denúncia contra a presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, vereadora Ivonete Ludgério (PSD), nesta quinta-feira (22). A denúncia se referia a supostas irregularidades em processo licitatório para contratação de empresa de manutenção de aparelhos de ar condicionados, mas terminou sendo rejeitada por unanimidade.

O conselheiro Fernando Catão é o presidente da 1ª Câmara do TCE-PB. Para Ivonete, a decisão já era esperada. “Recebo a decisão do TCE com muita tranquilidade e serenidade, sobretudo porque o TCE da Paraíba é um dos mais rigorosos do país, ao tempo em que reitero o compromisso aos cidadãos de Campina Grande de que a Casa de Félix Araújo é do povo e para o povo será administrada, com respeito aos princípios que norteiam a administração pública”, declarou a vereadora.

Ivonete Ludgério assumiu a presidência da CMCG em janeiro de 2017. Ela disse que, ao longo do último ano foram realizadas 16 licitações para contratação de serviços e outras três estão em fase de conclusão. “Procuramos fazer tudo da forma mais transparente possível, prezando sempre pela prestação de contas dos recursos públicos. Este julgamento mais uma vez comprova a lisura com que tratamos a coisa pública”, destacou a presidente da CMCG.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.