Política

TCE condena ex-prefeito de Alhandra e prefeita de Joca Claudino

Débitos imputados a cada um, por irregularidades, chega a R$ 1,3 milhões.



Kleide Teixeira
Kleide Teixeira
Condenações foram tomadas pelo Pleno do Tribunal de Contas da Paraíba

O Pleno do Tribunal de Contas da Paraíba emitiu parecer contrário às contas do município de Alhandra, exercício de 2012, responsabilizando o ex-prefeito, Renato Mendes Leite, pelo montante de R$ 1.353.107,79. Na mesma sessão, a prefeita de Joca Claudino, Lucrecia Adriana de Andrade, foi responsabilizada por um débito no montante de R$ 1.373.390,33, referente a saldo financeiro não comprovado.

A decisão, no dois caso, foi tomada na sessão da quarta-feira (15), Os trabalhos foram conduzidos pelo vice-presidente, conselheiro André Carlo Torres – no exercício da Presidência. Formaram o quorum os conselheiros Nominando Diniz, Fernando Catão, Fábio Túlio Nogueira e Marcos Antônio Costa. Também, dos substitutos de conselheiro, Antonio Gomes Vieira Filho, Antonio Cláudio Silva Santos, (convocado para o Tribunal Pleno), Oscar Mamede Santiago e Renato Sérgio Santiago Melo. O Ministério Público de Contas esteve representado pela procuradora geral Sheyla Barreto Braga.

Na análise da prestação de contas da prefeitura de Alhandra, segundo os dados apresentados pelo relator, dentre as irregularidades apontadas pela auditoria, destacou-se a falta de comprovantes de despesas e o descontrole nos gastos e déficit orçamentário. 

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.