Política

Superintendente da Sudema cai após interditar a Estação Ciência

Polêmica da interdição da Estação Ciência causa mal estar no Governo e superintendente pede exoneração depois que Maranhão declarou que a atitude dele foi exagerada.




Da Redação

Após a polêmica causada com interdição da Estação Ciência esse fim de semana, o governador José Maranhão informou ao Paraíba1 que Luis Antônio Gualberto, superintendente da Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema) pediu exoneração do cargo.

O mal estar foi causado depois que o governador José Maranhão deu declarações nesta segunda-feira (28) de que a atitude do órgão em embargar o prédio por falta de licenciamento ambiental não havia sido comunicada a ele previamente e que tinha sido um ato exagerado.


Entenda o caso

Na sexta-feira (25), o Ministério Público Federal (MPF) solicitou à Sudema o possível embargo do empreendimento, caso o licenciamento ambiental não fosse regularizado. Contudo, segundo o representante da Sudema, não há relação com esta solicitação porque a fiscalização feita no sábado já estava prevista para acontecer antes da notícia do MPF.

Somente no sábado a Sudema interditou e multou a Estação Ciência sob a justificativa de que o equipamento funcionava desde a sua inauguração sem a licença de operação que deveria ser concedida pelo órgão. A documentação teria sido solicitada, mas rejeitada devido ao descumprimento de determinadas normas ambientais.

Entre as condicionantes, estão a implantação de um sistema de drenagem superficial, além da apresentação de um estudo sobre a viabilidade de transporte do esgoto sanitário gerado na Estação até o sistema da Cagepa.

A Prefeitura teria apresentado justificativas no dia 11 de dezembro, mas elas não foram aceitas pela Sudema.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.