Política

STF suspende lei da ‘bitributação’ em compras na web

Ministro Joaquim Barbosa suspendeu lei que institui dupla cobrança de ICMS.




A lei da Paraíba que institui a dupla cobrança de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em compras feitas pela internet foi suspensa nesta segunda-feira (19) pelo ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Na última sexta-feira (16), o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) deu entrada no STF em uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin), com pedido de cautelar, para extinguir a lei da ‘bitributação’.

A lei contestada pela OAB determina que o consumidor pague uma parcela do ICMS ao estado que vendeu o produto e uma outra à Paraíba. Ela foi sancionada na última segunda-feira (12) pelo governador Ricardo Coutinho (PSB). A proposição da Adin foi solicitada pela OAB da Paraíba, após análise da Comissão de Estudos Tributários da entidade. A ação foi assinada pelo presidente da OAB nacional, Ophir Cavalcanti.

A redação entrou em contato com o procurador Geral da Paraíba, Gilberto Carneiro. Ele disse que estava em reunião e por isso não estava podendo falar sobre a decisão do ministro Joaquim Barbosa. O procurador disse ainda que assim que terminasse a reunião falaria sobre o assunto.

Entenda a lei
A lei da cobrança dupla isenta compras inferiores a R$ 500. Segundo ela, o comprador terá que pagar 17% de ICMS, valor cobrado na Paraíba, mesmo que a taxa determinada pelo estado que vendeu o produto seja menor. Caso o consumidor compre um produto que tenha 7% de ICMS ele terá que complementar com os outros 10%.

O produto ficará nos Correios e o consumidor terá que ir retirá-lo na agência que se responsabilizará em recolher o imposto complementar.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.