Política

Sintab aprova corte de 50%

Para o presidente da entidade, PMCG tem cargos em comissão em excesso que consomem muitos recursos.




O Sindicato dos Trabalhadores do Agreste da Borborema (Sintab) apoia a decisão do prefeito eleito Romero Rodrigues de cortar 239 cargos comissionados, o que representa 50% do total. Para o presidente da entidade, Napoleão Maracajá, a PMCG tem cargos em comissão em excesso que consomem muitos recursos, em detrimento da maioria dos servidores efetivos. “O dinheiro do corte dos comissionados deve ser investido na valorização salarial e qualificação dos servidores efetivos”, assinalou Maracajá (PCdoB), que foi eleito vereador.

Com os cortes, Romero pretende economizar R$ 6,5 milhões por ano e destinar os recursos para execução de obras e programas sociais. Na atual estrutura, a PMCG tem 478 cargos comissionados, sendo 433 da administração direta e 35 da indireta (Amde, Ipsem, Urbema e STTP).

A folha mensal dos comissionados chega a R$ 1 milhão, ou seja, R$ 13 milhões ao ano, incluindo o 13º salário. Romero justifica que a prefeitura precisa recuperar sua capacidade de investimentos em obras estruturantes e nas áreas essenciais, além de ter recursos em caixa para dar contrapartida em convênios federais. Uma das alternativas será o corte de cargos comissionados.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.