Política

Ricardo diz que governo anterior tentou negociar terreno da Acadepol

Governador falou sobre laudo feito na antiga gestão e insinuou que o ex-governador José Maranhão (PMDB) tentou negociar o terreno por um valor menor que o de mercado.




Jhonathan Oliveira

Em seu programa semanal de rádio, veiculado nesta segunda-feira (8), o governador Ricardo Coutinho (PSB) voltou a falar sobre o projeto de sua autoria que visa a troca do terreno da Academia de Polícia por um outro de propriedade privada. O socialista aumentou a polêmica em torno do assunto ao insinuar que a gestão do ex-governador José Maranhão (PMDB) tentou repassar a área da Acadepol por um valor menor do que ele vale.

O argumento do governador foi feito em cima da apresentação de um laudo de avaliação do terreno, apresentado na última semana na Assembleia Legislativa pelo deputado Adriano Galdino (PSB), onde a área aparece com um valor de R$ 4,7 milhões. O documento foi solicitado pela Companhia de Habitação Popular (Cehap) em outubro de 2010.

“Estavam tentando passar um terreno, que vale muito mais de R$ 4,7 milhões por menos que isso. Agora atendendo a quem? Quem estava por trás disso?”, indagou Ricardo Coutinho. O governador disse que as acusações da oposição dando conta que a troca é inviável, em função da diferença dos valores dos terrenos envolvidos, não têm fundamento. “Eu quero saber os valores reais de cada terreno”, afirmou.

Na semana passada o deputado Gervásio Maia (PMDB), líder do governo na gestão de Maranhão, disse que o laudo apresentado por Galdino foi solicitado pelo ex-secretário de Segurança Gustavo Gominho apenas para fins de escrituração. De acordo com ele, nunca existiu a discussão de venda do terreno da Acadepol na administração peemedebista.

Expectativa de votação

O projeto de permuta de terrenos está tramitando na Assembleia desde junho. Ele já tem parecer favorável da Comissão de Constituição e Justiça, mas ainda precisa passar pela Comissão de Orçamento antes de ser levado a votação em plenário.

O deputado Gervásio Maia garantiu que a matéria será analisada nesta terça-feira na Comissão de Orçamento, onde ele é presidente e relator.

Nesta segunda-feira, Ricardo Coutinho voltou a dizer que confia na aprovação. “Acredito que vamos ter a aprovação deste projeto importante”, afirmou em seu programa.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.