Política

Ricardo chama Maranhão de autoritário ao falar de festa paralela de réveillon

Prefeito de João Pessoa disse que não vai politizar o polêmico pedido do Governo do Estado em fazer uma festa de réveillon paralela, mas diz também que Maranhão é autoritário.




Phelipe Caldas
Com informações de Sales Fernandes da 101 FM

A confusão sobre se o Governo da Paraíba vai poder ou não promover uma festa de réveillon própria, a poucos metros da festa que a Prefeitura tradicionalmente já realiza, continua gerando muita polêmica e atritos políticos. Nesta segunda-feira (21), o prefeito pessoense Ricardo Coutinho (PSB) até disse que o parecer da Prefeitura sobre o caso vai ser estritamente técnico, mas ao mesmo tempo deixou escapar sérias críticas contra o governador José Maranhão (PMDB) e deu a entender que dificilmente o Estado receberá esta liberação.

Ricardo por um lado diz que o caso não será partidarizado e que caberá à Procuradoria Jurídica da Prefeitura analisar o assunto e dizer se o Estado tem ou não o direito de fazer a festa paralela, mas por outro lado o prefeito socialista diz que João Pessoa tem uma gestão que respeita e que ao mesmo tempo impõe respeito, e que por isto não vai aceitar interferências por parte do Governo.

“Maranhão demonstra neste episódio todo o seu autoritarismo, porque ele quer interferir na ocupação e no uso do solo urbano. Esta é uma atividade específica do município e não vamos aceitar a invasão do Estado sobre as nossas atribuições”, disparou Ricardo.

Segundo ele, este é um caso jamais visto antes na cidade. “Nunca vi isto em época nenhuma. Sempre fui opositor do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB), mas na época dele nunca houve uma interferência absurda desta”, lamentou, ao mesmo tempo que dizia que, se o parecer for negativo, não vai aceitar que politizem o caso. “O parecer vai ser exclusivamente técnico”, reafirmou.

Voltando a falar sobre Maranhão, o prefeito pessoense disse que enquanto gestor estadual, Maranhão não pode querer ser dono de tudo. “Ele tem que respeitar o estado democrático e de direito”, concluiu.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.