Política

PT manda filiados entregarem cargos no Governo do Estado

Filiados que não cumprirem orientação podem ser expulsos da legenda, segundo Rodrigo Soares




O presidente do PT da Paraíba, Rodrigo Soares, disse nesta quarta-feira (23) que os filiados ao partido que ainda mantém cargos no Governo do Estado entreguem os postos. De acordo com ele, os que não cumprirem a orientação podem ser convidados a deixar a legenda.

Segundo o presidente do partido, após o rompimento do PSB nacional com o governo da presidente Dilma Rousseff (PT), e entrega de cargos no estado de Pernambuco, é insustentável a presença de petistas na administração de Ricardo Coutinho. “Ou ficam no governo, ou ficam no PT”, exclamou Rodrigo Soares. “Não há mais espaço para que o partido conviva com dissidência interna”, completou.

Rodrigo Soares lembra ainda que o governador do estado de Pernambuco, Eduardo Campos, está fazendo “dobradinha” com o senador Aécio Neves (PSDB), na oposição nacional à presidenta Dilma, e que isso também é motivo para que o partido não admita que filiados permaneçam juntos ao PSB.

“Não há mais espaço ou motivos para que qualquer filiado do PT permaneça junto ao Governo do Estado, que faz parte da oposição nacional à presidenta Dilma Rousseff, devendo os filiados entregar os cargos, pois o PT tem projeto para disputar o Governo da Paraíba nas eleições de 2014, além do grande projeto nacional em torno da presidenta Dilma Rousseff”, disse o presidente.

“O palanque do PT só cabe a presidenta Dilma Rousseff e seus aliados, os adversários estarão em outro palanque”, destacou Rodrigo Soares.

Pelo menos três filiados do PT ainda ocupam cargos na gestão do PSB no governo da Paraíba. Marenílson Batista é titular da pasta do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, enquanto Carlos Alberto é o secretário adjunto da Infraestrutura e Francisco Linhares ocupa cargo na PBTur.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.