Política

Prefeito interino de Bayeux e deputado André Amaral prestam depoimento na Câmara

Luiz Antônio é acusado de usar meios oficiais para denegrir André Amaral.




 A crise política que se instaurou em Bayeux no ano passado ganha o primeiro capítulo de 2018 nesta quarta-feira (3). O prefeito interino Luiz Antônio (PSDB) vai depois à tarde na Comissão Processante da Câmara Municipal, onde é alvo de investigação. Além do gestor, os vereadores também vão ouvir o deputado federal André Amaral (PMDB).

Luiz Antônio é acusado de usar a máquina pública da prefeitura em benefício próprio. Ele foi flagrado em um áudio orientando a Comunicação Institucional a usar meios oficiais para atacar André Amaral. A denúncia foi aceita pela Câmara Municipal no dia 21 de novembro.

O procurador jurídico da Câmara de Bayeux, Aécio Farias, explicou que não vai haver um acareação entre o prefeito e o deputado federal, os dois vão ser ouvidos de forma separada.

Após os depoimentos desta quarta, deve ser aberto o prazo de cinco dias úteis para que a defesa de Luiz Antônio apresente as alegações finais no processo.Para o advogado Fábio Andrade, que representa Luiz Antônio, a “denúncia é mero factóide” e deverá ser arquivada.

Berg escapa, mas ainda é alvo

Na madrugada do sábado (30), a Câmara de Bayeux livrou da cassação o prefeito afastado Berg Lima (sem partido). Ele era acusado de quebra de decoro após ter sido flagrado supostamente recebendo dinheiro de um empresário fornecedor da prefeitura. A decisão foi tomada por 10 votos a sete em uma sessão que durou mais de 16 horas.

Apesar disso, Berg ainda não está totalmente livre. Ele alvo de uma segunda Comissão Processante na Câmara sob a acusação de cometer irregularidades no aluguel de veículos. E a gravação com o empresário, que o deixou preso por quase cinco meses, também resultou em uma ação penal no Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) com o prefeito sendo acusado de corrupção e concussão.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.