Política

Prefeito e ex-prefeito de Serraria são denunciados por improbidade administrativa

Irregularidades foram identificadas na realização de uma festa no município, em 2010.




Petrônio de Freitas Silva

Petrônio de Freitas Silva

O Ministério Público Federal (MPF) em Guarabira moveu uma ação de improbidade administrativa contra o prefeito de Serraria (PB), Petrônio de Freitas Silva, e o antigo gestor do município, Severino Ferreira da Silva. As irregularidades foram identificadas na realização de uma festa no município, em 2010.

Segundo o documento, houve uma má utilização de recursos públicos federais que surgiram através de um convênio firmado entre o Ministério do Turismo e o município, no valor de R$ 100 mil.

Ainda de acordo com o MPF, houve fraude em licitação e superfaturamento na contratação da empresa de eventos que organizou a “Serraria Fest”. A festa aconteceu entre os dias 30 de abril e 1º de maio de 2010. Na época, Petrônio, que é atual prefeito da cidade, era presidente da Comissão Permanente de Licitação, na gestão de Severino.

O representante da empresa também é alvo da ação de improbidade. O MPF quer a condenação dos réus com as sanções previstas na lei e solicita a aplicação de multa civil de até duas vezes o valor do dano causado ao erário, além da perda dos direitos políticos deles.

A reportagem tentou entrar em contato com o prefeito e o ex-prefeito de Serraria, mas as ligações da equipe não foram atendidas. O site da prefeitura se encontrava indisponível até a publicação desta matéria. A empresa de eventos denunciada também não atendeu as ligações.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.