Política

Prefeito de Passagem é acusado de contratar empresa 'laranja'

TJPB recebeu denúncia do Ministério Público contra gestor do município.




O pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba recebeu denúncia do Ministério Público contra o prefeito de Passagem, Magno Silva Martins, pela acusação de ilegalidades em licitações, com o direcionamento de pregões para beneficiamento de “empresa laranja” e desvio de recursos do município. A denúncia foi recebida sem a decretação de prisão preventiva, nem afastamento do cargo.

Também são alvos da ação o empresário Olivan de Freitas Oliveira, da empresa Cruz da Menina Locadora de Automóveis Ltda., e o pregoeiro Joácio de Oliveira Costa.

Conforme a denúncia, além de beneficiar a “empresa laranja” Cruz da Menina, o prefeito teria desviado recursos em proveito próprio e alheio, mediante a contratação fraudulenta da locadora de veículos, bem como pela abertura imotivada de créditos suplementares sem indicação das fontes de recurso.

A defesa do prefeito sustentou não haver justa causa para a instauração da ação penal, uma vez que a denúncia não especifica a sua atuação nos fatos imputados, fazendo meras ilações a respeito de atos de contratação de serviço público. Alegou, ainda, que teve as contas do exercício de 2013 aprovadas, o que afasta a tese de ilegalidade de ações. Por fim, aduziu que não houve processo de transição da administração, recebendo o município em estado precário, sem estrutura física e financeira mínima.

Ao votar no processo, o relator observou que os argumentos apresentados pela defesa não se sustentam, uma vez que a denúncia se apoia em indícios válidos, que precisam ser apurados durante a instrução. “A meu juízo, a denúncia oferecida encontra-se adequada em todos os seus aspectos, descrevendo fatos que constituem crime, em tese, e que não foram elididos com as defesas preliminares”, destacou o juiz Tércio Chaves.

A reportagem do Jornal da Paraíba entrou em contato com o advogado Heber Tiburtino Leite, qualificado como representante do prefeito, mas ele afirmou que não atua na defesa do prefeito. Magno Martins também foi procurado, mas não atendeu as ligações.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.