Política

Prefeito afastado de Bayeux vai ser interrogado pela Justiça nesta segunda

Berg Lima está fora da prefeitura desde julho de 2017.




O prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima (sem partido), deve ser interrogado pelo Tribunal de Justiça da Paraíba na manhã desta segunda-feira (6). Está marcada para às 9h, a audiência de instrução e julgamento do politico. Lima vai ser ouvido pelo relator da ação penal, onde é acusado de crime de concussão, pelo juiz convocado Marcos William de Oliveira, na Sala de Sessões da Câmara Criminal do TJPB.

Afastado da prefeitura desde julho de 2017, Berg é acusado pelo Ministério Público da Paraíba de ter cometido crime de concussão, que é quando um servidor público recebe vantagem indevida, por quatro vezes, em continuidade de delito. Na ocasião, também serão ouvidas 11 testemunhas, sendo oito de defesa e três de acusação.

O Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba recebeu a denúncia oferecida pelo Ministério Público estadual contra Berg Lima, em novembro de 2017 e, com isso, foi aberta uma Ação Penal para apurar o suposto recebimento de propina, por parte do réu, das mãos do empresário João Paulino de Assis, dono de um restaurante de Bayeux

O prefeito afastado foi preso em flagrante no dia 05 de julho de 2017, em uma ação conjunta do Ministério Público, através do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco), e da Polícia Civil, após a conversa entre ele e João Paulino ter sido monitorada.

O MPPB solicitou, na denúncia, a perda do cargo de prefeito de Berg Lima, além do emprego, função ou mandato eletivo e fixação do valor mínimo de reparação por danos morais e materiais. A acusação foi resultado de procedimento investigatório criminal realizado em conjunto com a Polícia Civil do Estado.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.