Política

Pesquisa mostra número de faltas dos deputados federais da PB

Levantamento da Transparência Brasil mostra que 55 deputados brasileiros seriam reprovados por falta se estivessem num colégio. Marcondes Gadelha é o único paraibano.




Phelipe Caldas

A Organização Não Governamental Transparência Brasil publicou nesta quarta-feira (15) um levantamento sobre os deputados federais mais faltosos do país. A entidade lembrou que um estudante é reprovado quando falta mais de 25% de suas aulas e que se a mesma regra valesse para os parlamentares 55 deles seriam reprovados. O deputado federal Marcondes Gadelha (PSC) é o único da Paraíba.

De acordo com os dados da Transparência Brasil, Marcondes tem 105 faltas justificadas e 50 não justificadas (de um total de 590 sessões). O período registrado foi entre fevereiro de 2007 e maio de 2010 e Marcondes faltou 26% das sessões realizadas neste tempo.

Os campeões de faltas, contudo, ficam muito além da marca do paraibano. Os maranhenses Zé Vieira (PR) e Nice Lobão (DEM) faltaram respectivamente 63% e 62% das sessões. Jáder Barbalho, do PMDB paraense, fecha o “pódio de faltosos” com 57% de ausências.

Dentre os paraibanos, Marcondes é o único que ultrapassa a marca de 25% de faltas e ocupa a 54ª colocação no ranking de mais faltosos do parlamento brasileiro.

Por outro lado, o deputado capixaba Manato (PDT) é o único parlamentar brasileiro que neste período não faltou uma única sessão. Entre os paraibanos, quem menos faltou foi Armando Abílio (PTB), que registra 27 faltas justificadas e uma falta não justificada.

Veja o número de faltas de cada deputado federal paraibano:

Nome (partido)
Faltas


Marcondes Gadelha (PSC)
26%
Wilson Braga (PMDB)24%
Rômulo Gouveia (PSDB)22%
Efraim Filho (DEM)21%
Wellington Roberto (PR)17%
Vital Filho (PMDB)17%
Manoel Júnior (PMDB)16%
Damião Feliciano (PDT)12%
Wilson Santiago (PMDB)10%
Luiz Couto (PT)5%
Major Fábio (DEM)5%
Armando Abílio (PTB)5%

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.