Política

Oposição pede que Governo envie escrituras e avaliação de terrenos

Gervásio Maia quer que informações sejam enviadas para que Comissão de Orçamento possa avaliá-las. Caixa Econômica Federal informou que avaliação já está pronta.




Jhonathan Oliveira

Um dia depois da intensa audiência sobre o projeto de troca de terrenos, o assunto continuou pautando a discussão da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (28). O deputado Gervásio Maia (PMDB) informou que vai enviar ao Governo do Estado um pedido de informações sobre a matéria para que possa embasar seu parecer no âmbito da Comissão de Orçamento, onde é presidente e vai relatar o projeto.

Sobre a valor dos terrenos, a assessoria de imprensa da Caixa Econômica Federal informou que já repassou para o Governo a avaliação dos preços atuais dos dois terrenos envolvidos na permuta, mas o valor exato só pode ser divulgado pelo Governo. O Banco divulgou apenas que o método utilizado para avaliação foi o mesmo que o Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci) usou.

O projeto de autoria do governador Ricardo Coutinho (PSB) propõe a troca do terreno onde está localizada a Academia de Polícia, em Mangabeira, por um outro de propriedade da Futura Administração Ltda.

O Governo diz que objetivo é construir uma nova sede para academia e também um complexo de segurança, já o grupo privado afirma que o desejo é de construir um shopping. Ele está tramitando na Assembleia desde 15 de junho, já passou na Comissão de Constituição e Justiça e tem que passar na de Orçamento antes de ser votado em plenário.

Nesta quarta-feira, Gervásio disse que vai solicitar que sejam enviadas à Assembleia as cópias das escrituras dos dois terrenos envolvidos no negócio e também um laudo de avaliação oficial de ambos."O pedido vai ser encaminhado à presidência da Assembleia e de lá será enviado para a Casa Civil do governador. Espero que seja tratada com a devida urgência para que possamos discutir com mais responsbilidade e zelo o referido projeto", afirmou.

Gervásio disse que a Comissão de Orçamento deve se reunir na próxima semana para avaliar a permuta. Ele adiantou que caso o pedido de informação não seja respondido, deve se pronunciar contrário ao projeto."Se essas informações não chegarem, vamos ter que colocar isso em nosso relatório", disse

Vale destacar que a Comissão de Orçamento é formada por sete membros, dos quais quatro são integrantes do bloco de oposição.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.