Política

Oposição decide manter Gadelha na liderança do grupo na ALPB

Ao longo de três meses os parlamentares realizaram uma série de reuniões para discutir a liderança do grupo.




Após um processo que se arrasta desde o ano passado, os deputados da bancada de oposição da Assembleia Legislativa decidiram manter o atual líder, Renato Gadelha (PSC), no posto. Ao longo de três meses os parlamentares realizaram uma série de reuniões, somente ontem foram duas, mas optaram por não modificar o comando. Camila Toscano (PSDB) assume a liderança da minoria, função que anteriormente cabia a Dinaldinho Wanderley (PSDB). 

Bruno Cunha Lima (PSDB) foi escolhido para ser o vice-líder da bancada, enquanto Tovar Correia Lima (PSDB) será o vice-líder da minoria, definição que teria ocorrido por meio de consenso entre os 11 parlamentares. Durante o período em que a liderança permanecia indefinida, os deputados Bruno Cunha Lima e Daniella Ribeiro eram os mais cotados para assumir a função. No entanto, as divergências políticas existentes na bancada dificultaram um entendimento.

Raniery Paulino (PMDB) chegou a afirmar que não concordaria em ser liderado por um parlamentar do PSDB, além disso, as eleições de outubro também afetaram o processo de escolha. Dinaldinho Wanderley, por exemplo, deixou a liderança da minoria para se dedicar à pré-campanha no município de Patos e região. Reconduzido ao posto, Gadelha afirmou que vai fazer oposição com responsabilidade e propor ações que possam auxiliar o governador Ricardo Coutinho (PSB) a enfrentar a crise econômica.
“Por unanimidade, chegamos à conclusão que o nome do deputado é o melhor para continuar na liderança da nossa bancada de oposição”, declarou Camila Toscano. Não participaram da reunião os deputados Ricardo Marcelo (PEN) e Arnaldo Monteiro (PSC). Sobre a nova missão, Camila Toscano afirmou que vai continuar com um trabalho intenso.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.