Política

MP pede exoneração de servidores temporários

Pedido é contra as cidades de Jacaraú, Pedro Régis, Curral de Cima e Lagoa de Dentro.



Francisco França
Francisco França

A Promotoria de Justiça de Jacaraú ingressou com uma ação civil pública requerendo a exoneração imediata dos servidores temporários dos municípios de Jacaraú, Pedro Régis, Curral de Cima e Lagoa de Dentro. A ação também requer a abertura de edital de concurso público para os cargos vagos que estejam sendo preenchidos por servidor contratado temporariamente por excepcional necessidade. A informação foi divulgada pelo Ministério Público do Estado nesta quarta-feira (23).

Segundo o promotor de Justiça Marinho Mendes Machado, a Promotoria instaurou inquérito civil público para apurar as contratações ilegais de servidores por excepcional interesse público. A apuração constatou que a prefeitura de Jacaraú contratou 623 servidores temporários, dos quais 301 entre janeiro de 2013 e julho de 2014. Já a prefeitura de Lagoa de Dentro possui 163 servidores
temporários. Em Pedro Régis, são sete servidores contratados temporariamente e em Curral de Cima, 19.

O promotor informou que os últimos concursos datam do ano de 2007 e que não existem nenhuma perspectiva de realização de novo certame, haja vista que nenhuma delas apresentaram estudos com dados concretos que demonstram a vontade de efetivação de tais pretensões. A Promotoria recomendou a realização de concurso e a eliminação das contratações temporárias, mas não foi atendida pelos municípios.

“As Prefeituras de Jacaraú, Pedro Régis, Lagoa de Dentro e Curral de Cima , diante de todas as diligências e provas coletadas, desrespeitaram flagrantemente a obrigatoriedade do concurso público como meio de ingresso na Administração Pública”, argumentou o promotor.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.