Política

Manoel Jr. critica nepotismo no PMDB paraibano

Parlamentar lançou manifesto defendendo mudanças no PMDB da Paraíba e de João Pessoa.




O deputado federal Manoel Junior (PMDB) decidiu abrir as baterias contra os caciques do PMDB da Paraíba. Ele lançou nesta segunda-feira (19) um manifesto em defesa da democracia partidária. No documento, ele defende mudanças no diretório estadual do PMDB e no diretório do Partido em João Pessoa e ataca o caciquismo, nepotismo e continuísmo no PMDB paraibano.

O parlamentar, que tem cobrado uma definição do ex-governador José Maranhão no tocante a candidatura do partido nas eleições de 2012 em João Pessoa, lançou, por meio do manifesto, o movimento intitulado o novo PMDB/PB, “no intuito de contribuir para o aperfeiçoamento da democracia interna e para o fortalecimento do partido em todas as instâncias”.

No diretório municipal de João Pessoa, ele defende a renovação e rotatividade na escolha de seus membros, devendo a presidência do partido recair sucessiva ou alternadamente sobre o deputado federal, estadual ou vereador mais votado. Atualmente o diretório da Capital está nas mãos do deputado federal Benjamim Maranhão, sobrinho do ex-governador José Maranhão, que tem, por sua vez, o controle do diretório estadual.

Manoel Junior defendeu a “recomposição do perfil do diretório estadual, através da valorização representativa, tomando como base o quociente eleitoral dos senadores eleitos, deputados federais, deputado estaduais, prefeitos, vereadores e personalidades de notório saber dos 223 municípios, observando sempre a proporcionalidade e sua respectiva representatividade, eliminando a hegemonia familiar, o nepotismo e outras formas viciadas de distribuição dos cargos dirigentes”.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.