Política

Luiz Couto impõe data à Executiva Nacional do PT sobre candidatura ao Senado

Deputado espera definição do governador Ricardo Coutinho sobre apoio a Lula.




Deputado Luiz Couto avalia disputa ao Senado. Foto: Kleide Teixeira

O deputado federal Luiz Couto (PT) disse nesta sexta-feira (27) que caberá à Executiva Nacional do PT decidir sobre o seu futuro político. Ele impôs que a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, decida até quarta-feira (1º) se ele mantém a sua pré-candidatura à reeleição para a Câmara Federal ou se embarca na campanha ao Senado Federal, na chapa do pré-candidato ao governo, o engenheiro João Azevêdo (PSB).

“Eu sou um homem de partido. Disse isso desde o início e mantenho minha palavra. Sendo assim, caberá ao PT Nacional decidir meu futuro e me oferecer as condições para a disputa. Quando digo isso, quero deixar claro que será uma prerrogativa da direção nacional estabelecer esse diálogo com o governador Ricardo Coutinho (PSB), aliado de primeira hora a quem muito respeito”, disse Luiz Couto.

O petista disse, ainda, que o anúncio da decisão, seja ela qual for, deve partir do PT, já que nunca foi candidato de si mesmo. “Sou um soldado do partido e estou nele para construir e agregar. A missão que me for dada será missão cumprida, com a confiança inabalável que tenho em Deus e a vontade intensa de contribuir para melhorar a vida dos paraibanos”, declarou.

Nas mãos de Ricardo

Nesta quarta-feira (25), o coordenador da campanha do ex-presidente Lula (PT), José Sérgio Gabrielli, veio à Paraíba para se encontrar com o governador Ricardo Coutinho (PSB), com esperanças de que o socialista manifeste apoio à pré-candidatura do ex-presidente.

Na semana passada quem esteve em reunião com Ricardo Coutinho foi a presidente do PT, Gleise Hoffmann. Na ocasião, Ricardo disse ouviria o partido e também outros governadores da sigla. A expectativa é de que o PSB da Paraíba feche entendimento apenas no dia 30 de julho, prazo apresentado pelo governador a Grabielli.

Em sua conta no Twitter, Luiz Couto disse que entende todas as manifestações de aliados, eleitores e da imprensa paraibana, mas prefere se manter em silêncio sobre a possibilidade de disputa do Senado Federal.

 

 

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.