Política

Lucas anuncia saída do PSL após Bolsonaro tomar o comando na PB

Vereador perdeu presidência do PSL para o coordenador da campanha do presidenciável.




O vereador de João Pessoa, Lucas de Brito, anunciou, nesta segunda-feira (15), a sua desfiliação do Partido Social Liberal (PSL), que passou a ser comandado nacionalmente pelo pré-candidato à presidência da república, Jair Bolsonaro. Lucas foi afastado da presidência do PSL na última sexta-feira (12), para que o pré-candidato a deputado estadual Julian Lemos, que é coordenador da campanha de Bolsonaro no Nordeste, assumisse o comando da legenda.

Em sua conta no Instagram, Lucas de Brito fez duras críticas ao novo presidente estadual do PSL. O parlamentar acusou Julian Lemos de vários crimes, como condenação por estelionato. “O grau de subserviência a Bolsonaro tornou-se mais importante do que uma reputação ilibada”, criticou, lembrando que fundadores da legenda também já anunciaram desfiliação.

Líder do movimento para mudar o PSL para Livres, na Paraíba, Lucas de Brito também questionou a mudança ideológica interna partidária para atender anseios de poder. “O Partido Social Liberal rendeu-se ao pragmatismo político. Para ter um presidenciável em suas fileiras, sacrificou a pauta liberal. A prioridade do PSL não é mais uma ideia (a defesa da liberdade), e sim uma pessoa: Jair Bolsonaro”.

Lucas disse, ainda, que vai permanecer integrando o Livres, que também deixa o PSL. “Essa decisão em nada muda o planejamento que fiz para 2018. Minha história política não depende de apadrinhamentos, de siglas partidárias, de presidenciáveis. Eu sou LIVRES!”, concluiu.

O Partido Social Liberal rendeu-se ao pragmatismo político. Para ter um presidenciável em suas fileiras, sacrificou a pauta liberal. A prioridade do PSL não é mais uma ideia (a defesa da liberdade), e sim uma pessoa: Jair Bolsonaro. . Neste novo PSL, o grau de subserviência a Bolsonaro tornou-se mais importante do que uma reputação ilibada. Aqui na Paraíba, o representante de Bolsonaro já foi condenado por estelionato (CP, art. 171), o que levou os fundadores da legenda a anunciarem desfiliação, lembrando que “as más companhias corrompem os bons costumes” (1 Coríntios 15:33). . Diante dessa nova realidade, decido sair do PSL. Eu me NEGO a celebrar alianças que violentem meus princípios, meus valores ou minha crença na LIBERDADE. Permaneço integrando o LIVRES, que também deixa o PSL. . Essa decisão em nada muda o planejamento que fiz para 2018. Minha história política não depende de apadrinhamentos, de siglas partidárias, de presidenciáveis. Eu sou LIVRES!

Uma publicação compartilhada por Lucas de Brito (@lucas.de.brito) em


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.