Política

Levantamento mostra que Efraim é o sexto senador mais faltoso do Brasil

Levantamento do Congresso em Foco mostra que Efraim Morais é o sexto senador do país que mais tem faltas sem justificativas no primeiro semestre de 2010.




Phelipe Caldas

O site Congresso em Foco, que fiscaliza a transparência na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, apresentou levantamento nesta quinta-feira (2) que mostra quem são os senadores brasileiros que mais faltaram sem justificativas as sessões realizadas pela Casa no primeiro semestre de 2010. E na lista dos dez mais faltosos, o paraibano Efraim Morais (DEM) aparece em sexto lugar. Ele teve sete faltas, dentro de um universo total de 53 sessões (13,2%).

Na verdade, o Senado Federal realizou 62 sessões deliberativas no primeiro semestre de 2010, mas em nove delas o paraibano estava de licença e elas não entraram na conta. Dentre as outras 53, ele faltou sem justificativas em sete. Pelas leis brasileiras, inclusive, ele deveria ter o ponto cortado e o salário descontado por causa destes sete faltas.

No topo da lista está o senador Gim Argello, do PTB do Distrito Federal, que faltou 22,6% das sessões (14 de 62). Ele é seguido por Leomar Quitanilha (PMDB-TO) com 10 faltas não justificadas e Tasso Jereissati (PSDB-CE) com nove faltas. Estes três juntos com Almeida Lima (PMDB-SE) e Marina Silva (PV-AC) são os únicos que faltaram mais do que Efraim.

Os outros dois senadores paraibanos não aparecem tão mal no cenário nacional. Cícero Lucena (PSDB) só registrou uma falta não justificada e Roberto Cavalcanti (PRB) faz parte de uma minoria que não tem nenhuma falta.

Segundo o Congresso em Foco, 52 senadores dos 87 que exerceram mandato no primeiro semestre faltaram ao menos uma vez sem justificativas. Isto significa que apenas 40,22% dos parlamentares não tiveram faltas.

Outro dado do estudo é o de que nenhuma das 62 sessões deliberativas realizadas na Casa, no primeiro semestre de 2010, reuniu no mesmo dia todos os 81 senadores no exercício do mandato.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.