Política

Julgamento das contas da Casa Civil é adiado

Votação está em quatro pela irregularidade e dois pela aprovação das contas.




O julgamento do processo referente à prestação das contas de 2011 da Casa Civil do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), submetido, nesta quarta-feira (23), ao exame do Tribunal de Contas do Estado foi adiado. O motivo foi o tempo insuficiente para levantar informações requeridas pelo conselheiro André Carlo Torres Pontes ao relator Umberto Porto.

O conselheiro André Carlo, do Ministério Público, pediu o detalhamento de pagamentos feitos, cumulativamente, por hospedagens e diárias pela Casa Civil, a fim de verificar se encontram, ou não, amparo na lei estadual. O conselheiro Umberto Porto informou, ao final da tarde, que trará as informações que lhe foram solicitadas à sessão do TCE, que acontecerá no próximo dia 30.

A suspensão do julgamento deu-se após o voto do relator, pela irregularidade das contas da Casa Civil, em vista dos gastos com diárias e despesas sem licitação, no que foi acompanhado pelos conselheiros Nominando Diniz, Fernando Catão e Arthur Cunha Lima. O conselheiro André Carlo Torres Pontes, por sua vez, votou pela aprovação das contas e foi acompanhado do auditor Oscar Mamede Santiago Melo.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.