Política

João Henrique diz que se sente desvalorizado e “ameaça” sair do DEM

Magoado, vice-presidente da Assembleia disse que nem para um seminário de três dias do partido, ele foi convidado.




Reclamando da falta de valorização e "sentido" por não ser ouvido pelos partidários e lideranças do DEM, o deputado estadual João Henrique anda desabafando por onde anda. Prepara o terreno para deixar o partido, no qual está há 12 anos. O vice-presidente da ALPB lembrou que nem para um seminário de três dias, que ocorreu no fim de semana, ele foi convidado. Para ele, uma demonstração de total desprezo para com o único representante na Assembleia da sigla.

João Henrique discordou da decisão do partido em apoiar o nome da pré-candidata prefeita de João Pessoa, Cida Ramos (PSB) e, ainda se disse integrante da ala oposicionista na Assembleia Legislativa.

Apesar do desabafo, João Henrique "assopra" e afirma que nutre amizade e apreço pelo presidente estadual do partido, Efraim Morais. Porém, deixou claro que as opiniões dele e de Efraim estão em pólos opostos.

Não come em dois pratos

"Estamos fora do ninho. Não apoiamos o candidato oficial que o partido escolheu em João Pessoa e não pretendo discutir isso. Não há sentido. Faço oposição ao Governo do Estado e não sei comer em dois pratos. Em relação a Efraim, não há distanciamento, mas politicamente estamos em pólos opostos. Vamos aguardar o futuro, não gosto de mudar de partido, mas depois que sair a reforma política veremos, se o fizer será por extrema necessidade", disse João Henrique, por meio da assessoria.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.