Política

Lucélio Cartaxo e João Azevedo são investigados por propaganda antecipada

Procedimento foi instaurado pela Procuradoria Regional Eleitoral.




A Procuradoria Regional Eleitoral da Paraíba instaurou procedimento preparatório eleitoral para apurar suposta propaganda eleitoral antecipada por parte dos pré-candidatos ao governo do estado, João Azevedo (PSB) e Lucélio Cartaxo (PV). As portarias, assinadas pelo Procurador Regional Eleitoral da Paraíba, Victor Carvalho Veggi, foram publicadas no Diário Oficial do Ministério Público Federal (MPF) desta segunda-feira (23), disponibilizado na última sexta-feira (20).

No caso de João Azevedo, que tem a pré-candidatura capitaneada pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), a investigação tem como base uma suposta propaganda eleitoral antecipada vedada realizada através de vídeo divulgado nas redes sociais do socialista.

Já Lucélio Cartaxo teria cometido o mesmo suposto ilícito eleitoral durante entrevista concedida ao Programa Correio Debate, na Rádio Correio 98 FM, de João Pessoa, na última terça-feira (17).

A partir da publicação das portarias, a PGR terá o prazo de 60 dias para finalizar ou prorrogar o prazo para finalização das investigações.

A reportagem do JORNAL DA PARAÍBA entrou em contato com João Azevedo e com Lucélio Cartaxo, neste caso através de sua assessoria, mas não houve retorno.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.