Política

Hervázio cobra retratação de Estela por críticas a policiais

Outros aliados da deputada também exigiram pedidos de desculpas após declarações.




Hervázio Bezerra

O líder da base de apoio ao governo, Hervázio Bezerra (PSB), lamentou as declarações da deputada Estela Bezerra (PSB) sobre a Polícia Civil e Militar da Paraíba e cobrou que a socialista se retrate com a categoria. Outros colegas da mesma base política como os deputados Trocolli Júnior (PROS) e cabo Sérgio Rafael (PSL/Livres), bem como o vereador Humberto Pontes (Avante) também defenderam que a deputada governista apresente um pedido público de desculpas aos agentes de segurança do estado.

O alvo das críticas direcionadas a Estela Bezerra foi uma declaração dada por ela nesta terça-feira (5), antes da sessão em que foi votado e aprovado o projeto de lei 1664/17, que prevê progressões da Polícia Civil. Eleita relatora do proposta, a governista disse que a população, que antes admirava, agora teme a polícia.

A declaração teve reação imediata do cabo Sérgio Rafael, que ainda na sessão de ontem exigiu uma retratação por parte da deputada. Associações ligadas à Polícia também emitiram nota contrárias a fala de Estela.

Nesta quarta-feira (6), foi a vez do líder do governo cobrar a mesma postura. Hervázio Bezerra disse que a declaração foi muito infeliz, apesar de compreender que o dia ontem foi muito agitado. “Iniciamos os trabalhos às 8h30 e fomos até às 16h, sem intervalo para o almoço. Isso é factível, o ser humano numa carga de estresse não ser feliz em algumas declarações, mas o bom é o equilíbrio e a sensatez de ir ao mesmo público pedir desculpas, isso não arranca pedaço de ninguém”, defendeu.

Aliados cobram

Mesmo não tendo participado da votação, o deputado Trócolli Jr. também questionou a fala de Estela. “Foi uma declaração infeliz e inoportuna da deputada Estela e acredito que pela inteligência ela vai pedir desculpas à polícia da Paraíba. Na minha concepção, houve um lapso, mas acredito que é passível dela pedir uma retratação. Se não houve eu só tenho a lamentar”, comentou.

Policial civil de carreira, o vereador Humberto Pontes, que é aliado político do governador, usou os microfones da Câmara Municipal de João Pessoa para comentar as declarações de Estela. Humberto Pontes protocolou um voto de solidariedade aos policiais civis e militares da Paraíba pela forma como foi atacado pela deputada.

“Se ela acredita que foi infeliz em sua fala tem que ter humildade e pedir desculpas. Você dizer que a polícia está acuando a sociedade é uma falta de respeito, até porque uma pesquisa do Ministério da Justiça demonstrou que 81% da população pessoense e 62% no estado aprova a polícia”, disse Pontes.

Estela rebate

Logo após a repercussão negativa da sua fala, a assessoria de Estela Bezerra soltou uma nota em que a deputada assegurou que sua afirmação foi no sentido de fortalecimento da imagem da polícia, “considerando que em comunidades de vulnerabilidade social, nem sempre essa presença gerava sentimento de proteção”.

Nesta quarta-feira, em entrevista à Rádio Tabajara, Estela acusou a imprensa de descontextualizar o seu discurso. A deputada afirmou que sua fala era a respeito a um território de conflito em uma comunidade, que acompanhou quando foi secretária municipal. “Era exatamente sobre isso que eu falava. Com consciência, não generalizei, até porque hoje nossa polícia tem tido reconhecimento nacional”, comentou.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.