Política

Geraldo Amorim deixa secretaria para se candidatar a deputado federal

Cartaxo deu prazo até o fim de janeiro para interessados na disputa deixarem cargo.




O secretário de Segurança Urbana de João Pessoa, Geraldo Amorim (PMN), confirmou nesta terça-feira (23) que vai deixar a administração municipal para disputar uma vaga na Câmara Federal nas eleições de outubro. A decisão atende a orientação do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) para que os interessados em concorrer nas eleições se afastem até o fim de janeiro da gestão.

À frente da pasta nos últimos cinco anos, Amorim agradeceu a oportunidade ao prefeito e disse que a sensação é de dever cumprido. “O desafio foi enorme, já que se tratava de uma pasta que antes não existia na cidade. O prefeito não apenas teve a coragem de criá-la, como promoveu uma verdadeira mudança na Guarda Municipal, hoje presente nas praças, escolas e espaços simbólicos da cidade, como o novo Parque da Lagoa”, afirmou.

Segundo o secretário, a recém-anunciada decisão administrativa do prefeito se mostrou um gesto importante. “Com a medida, o prefeito antecipa a reforma do secretariado, pactuando metas e avançando no cumprimento dos compromissos firmados com a cidade”, completou.

Demissionários

Cartaxo anunciou no último domingo (21) que estabeleceu o prazo de 31 de janeiro para a desincompatibilização de secretários e demais ocupantes de cargos comissionados que desejam se candidatar e disputar as eleições deste ano. A decisão, segundo ele, se impõe em razão do foco no cumprimento das metas traçadas para 2018, dando sequência ao plano de trabalho da gestão.

Nenhum setor, programa ou ação do município, na concepção de Luciano, podem sofrer solução de continuidade por causa da campanha eleitoral. “A recomendação vem no sentido de preservar o ritmo de trabalho, com metas pactuadas que vão além das eleições, trazendo ainda mais resultados para a cidade”, pontuou.

Na lista de possíveis demissionários, além de Amorim, também estão os secretários do Procon-JP, Helton Renê (PCdoB), e de Ciência e Tecnologia, Durval Ferreira (PP), além dos ex-vereadores Benilton Lucena (PSD), que atualmente está na Ouvidoria do município, e Bira Pereira (PSD), que é secretário de Transparência Pública. Eles devem se afastar do executivo municipal para tentar uma vaga na Assembleia Legislativa.

A secretária do Trabalho, Emprego e Renda de João Pessoa, Olenka Maranhão (MDB); o superintendente da Semob-JP, Carlos Batinga; a secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Lídia Moura (PMN), e o secretário de Esporte, Jutahy Menezes (PRB), também compõe a lista dos comissionados que devem ser exonerados até o fim do mês.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.