Política

Ex-primeira dama Marisa Letícia continua em coma induzido

Dona Marisa está sendo tratada na UTI após sofrer um AVC na última terça-feira (24).



Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Desde que deu entrada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, Marisa já passou por dois procedimentos médicos para conter a hemorragia e a pressão intracraniana e está sendo mantida sedada

A ex-primeira dama Marisa Letícia, esposa do ex-presidente Luíz Inácio Lula da Silva, continua em coma induzido, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Marisa deu entrada no Hospital Sírio Libanês na última terça-feira (24) e, segundo o hospital, seu quadro é estável.

De acordo o boletim médico divulgado nesta sexta-feira (27), às 11h55 (horário de Brasília), Marisa apresenta quadros clínico, neurológico e tomográfico estáveis. O tratamento está sendo feito na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), onde ela está sendo mantida sedada e com a pressão intracraniana sob controle através de medidas de suporte intensivo.

Nesta sexta-feira (27), o tratamento para conter o AVC hemorrágico completa 36 horas. Este é um período importante, pois, segundo o cardiologia Dr. Roberto Kalil Filho, é quando se pode ter noção da dimensão do dano causado pelo AVC.

Assim que deu entrada no Sírio Libanês, Marisa foi imediatamente submetida a atendimento de emergência, seguido de cirurgia endovascular (embolização) e oclusão do aneurisma.

No dia 25, Marisa foi submetida a nova avaliação tomográfica de crânio para controle de sangramento cerebral. Em seguida foi feita a passagem de um cateter ventricular para monitoramento da pressão intracraniana. Ela deve seguir em tratamento intensivo por tempo indeterminado.

As equipes médicas que a acompanham são coordenadas pelo Dr. Roberto Kalil Filho, Dr. Milberto Scaff, Dr. Marcos Stávale e Dr. José Guilherme Caldas.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.