Política

Efraim acredita que fusão com PSDB prejudica o DEM

Deputado entende que com a fusão das legendas, haveria prejuízo para os pré-candidatos Democratas.




Apesar da discussão avançada, sobretudo na esfera nacional, o deputado federal Efraim Filho (DEM), que também é membro da Executiva nacional, descartou qualquer possibilidade do DEM se fundir ao PSDB nessas eleições de 2012. Ele entende que com a fusão das legendas, com que o DEM deixaria de existir, haveria prejuízo para os pré-candidatos Democratas, uma vez que é necessário ter pelo menos um ano de filiação partidária para ser candidato.

“Quem defende essa fusão é uma ala minoritária do partido. Tem sido um tema muito mais da imprensa do que das lideranças do Democratas. Está absolutamente descartado para as eleições municipais de 2012”, disse Efraim Filho. “Essa discussão foi no mínimo postergada para um segundo momento, qualquer movimento desse geraria a inelegibilidade dos candidatos. Na minha opinião isso só pode acontecer depois das eleições de 2014”, completou.

Apesar da “possibilidade” ter sido admitida pelo próprio senador Agripino Maia (RN), presidente nacional do DEM, para Efraim Filho a tese de fusão com o PSDB foi um movimento equivocado do DEM, que só deve se reunir para discutir a questão após 2014. “Temos que defender um espaço que é nosso, que é garantido”, disse.

Quanto ao posicionamento do DEM e às movimentações político-partidárias para as eleições municipais em João Pessoa, Efraim Filho informou que há uma pesquisa interna sendo realizada pelo DEM sobre os números da sucessão em João Pessoa, trazendo avaliação tanto quantitativa quanto qualitativa. “Creio que até o final do mês de abril teremos uma posição”, disse Efraim.

Efraim Filho disse que no momento a discussão gira em torno do procedimento que o Democratas vai adotar para as eleições deste ano, se candidatura própria ou aliança. A hipótese de apoiar o pré-candidato Nonato Bandeira, segundo Efraim Filho, também “não está descartada – sendo uma candidatura do arco de alianças do governo do Estado”. O senador Cícero Lucena, que comanda o PSDB da Paraíba, não atendeu ao telefone para comentar a possível fusão com o DEM.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.