Política

Diretórios e empresas são maiores doadores de campanha

Prestação de contas revela maiores financiadores da campanha em CG e JP.




A prestação de contas dos candidatos a prefeito de João Pessoa e Campina Grande revela que as campanhas eleitorais na Paraíba são financiadas principalmente pelos diretórios nacionais dos partidos e por doações de empresas privadas. Dos mais de R$ 5 milhões arrecadados pelos prefeitáveis nas duas cidades, 58,1% dos recursos foram repassados por quatro partidos. Juntos, os diretórios nacionais do PSDB, PMDB, PT e PP investiram R$ 2,9 milhões nas eleições municipais no Estado.

Os partidos investiram mais em Campina Grande, com R$ 1.830.000,00 em doações dos diretórios nacionais. Na capital, os candidatos receberam R$ 1.075.000,00. Apesar do grande volume de recursos, os candidatos gastaram mais do que receberam e acumulam um déficit de R$ 2,8 milhões nos dois maiores colégios eleitorais do Estado.

Em João Pessoa, o candidato com maior volume de doações recebidas é Luciano Cartaxo (PT), com pouco mais de R$ 818 mil arrecadados. A Direção Nacional do partido foi responsável por 58% dos recursos ao repassar R$ 475 mil. O segundo maior doador da campanha petista é identificado como Daniel Rodrigues de Lacerda Nunes, com R$ 40 mil divididos em dois depósitos. Em terceiro está o próprio prefeitável Luciano Cartaxo, que depositou R$ 27 mil na conta de campanha. O deputado estadual Anísio Maia também aparece na lista com R$ 24,6 mil.

Já José Maranhão (PMDB) recebeu R$ 682.791,66 em doações de campanha, sendo R$ 400 mil repassados pela direção nacional do partido, o que representa 58,5% dos recursos. O segundo maior doador é a empresa M Dias Branco Indústria de Alimentos, que repassou R$ 100 mil. O terceiro maior foi R$ 25.974,00, mesmo valor registrado em cinco depósitos feitos por cinco pessoas diferentes. O próprio Maranhão repassou R$ 24,6 mil.

O candidato Cícero Lucena (PSDB) arrecadou R$ 532.150,72 em doações. A maior parte dos recursos veio do Diretório Nacional do partido, que repassou R$ 220 mil. Em seguida está o Diretório Estadual do PSDB, com R$ 210,1 mil. Juntos, os diretórios nacional e estadual são responsáveis por 80,8% dos recursos arrecadados. O terceiro maior doador é a Gráfica Santa Marta, com 25 mil divididos em nove repasses. Cícero Lucena também investiu R$ 25 mil na campanha.

Diferente de seus adversários, Estela Bezerra (PSB) não recebeu recursos do partido. Não há registros de repasses feitos pelos diretórios nacional ou estadual na prestação de contas divulgada pela Justiça Eleitoral. A principal fonte de recursos são empresas privadas, tendo como maior doador a Indústria Elizabeth Revestimentos, que repassou R$ 100 mil. Em seguida está a Eicomnor Engenharia, com R$ 70 mil. A terceira maior doação, no valor de R$ 25 mil, foi feita por Tercita de Farias Gambarra.

As menores arrecadações foram de Renan Palmeira (PSOL), com R$ 2.150,00, e Antônio Radical (PSTU), R$ 1.768,75, que não receberam doações de empresas. Todas as doações de Renan foram individuais, sendo a maior delas em nome de Leonardo Padilha de Castro, com mil reais. A maior parte dos recursos de Radical vem do comitê municipal do partido, responsável por 60,4% dos recursos com repasse de R$ 1.068,75. Lourdes Sarmento (PCO) não prestou contas.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.