Política

Deputado quer suspeição de Catão

– O deputado Anísio Maia (PT) defende que o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), Fernando Catão, averbe suspeição no julgamento do caso da permuta do terreno da Acadepol, que foi adiado ontem pelo pleno do TCE. Segundo o petista, há uma estreita relação de amizade entre o presidente Fernando Catão, o prefeito […]




O deputado Anísio Maia (PT) defende que o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), Fernando Catão, averbe suspeição no julgamento do caso da permuta do terreno da Acadepol, que foi adiado ontem pelo pleno do TCE. Segundo o petista, há uma estreita relação de amizade entre o presidente Fernando Catão, o prefeito de João Pessoa, Luciano Agra (PSB), e o empresário Roberto Santiago, "que impede a imparcialidade do julgador".

"A prova da intimidade", segundo Anísio Maia, "pode ser vista pelas colunas sociais, que repercutiram o encontro dos amigos" no show do cantor Julio Iglesias, no último sábado. “Fernando Catão estava no camarote de Roberto Santiago, acompanhado de Luciano Agra. Santiago é o maior interessado no terreno da Acadepol. É através de gotas de uísque que eles traçam planos, sempre em benefício de um grupo fechado”, comentou.

Para Anísio, o mais coerente seria que o presidente do TCE, que tem poder decisivo de voto, averbasse suspeição no processo da permuta dos terrenos. “Não sei como em um dia alguém está bebendo com o cidadão, se confraternizando, e no outro dia está votando contra ele", avaliou.

Ainda de acordo com o deputado petista, a coluna social veio apenas comprovar declarações do que já havia dito sobre a camaradagem entre o grupo do prefeito da capital com empresários. “Já disse várias vezes que a Paraíba é governada por um ‘clube de amigos’, que submetem a administração da cidade e do Estado aos interesses desse grupo”, disse.

Irônico, Anísio Maia especulou que a pauta da comemoração no último sábado fosse o projeto de reurbanização do bairro São José. O conselheiro Fernando Catão, que como presidente do TCE só votaria em caso de empate, foi procurado no final da tarde de ontem para falar do assunto, mas não foi encontrado. O mesmo ocorreu em relação ao prefeito Luciano Agra. (Angélica Nunes).


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.