Política

Deputado pede agilidade na cessão do “Porto do Capim”

São 253 moradias para as pessoas que moram na beira do Rio Sanhauá, para que as obras de restauração do Porto do Capim sejam iniciadas.




Da Redação
Com assessoria

O deputado federal Damião Feliciano, acompanhado do superintendente do Patrimônio da União no estado da Paraíba, solicitou agilidade junto a Secretaria do Patrimônio da União, em Brasília, na cessão de uma área de aproximadamente 30 mil metros quadrados, que fica próximo ao Rio Sanhauá para que a prefeitura de João Pessoa possa dar início às obras de revitalização

São 253 moradias para as pessoas carentes que moram na ribeira do Rio Sanhauá, no bairro do Varadouro, na Capital, que serão realocadas para uma área pertencente à União, situada no próprio bairro, para que as obras de restauração do Porto do Capim sejam iniciadas. Inclusive, foi publicado na última segunda-feira (17) no Diário Oficial da União a portaria de declaração de interesse público do Porto do Capim nº160de 13/08/2009.

“Estamos fazendo um trabalho relevante para que as pessoas possam receber suas casas não só de fato, mas também de direito com toda documentação de escrituração”, disse o deputado, que pediu agilidade em todo o processo. Para o Superintendente do Patrimônio da União na Paraíba, Welisson Silveira além das casas que serão construídas com recursos do Governo Federal e executadas pela prefeitura de João Pessoa, a área também vai oferecer uma infra-estrutura digna para os moradores.

“O projeto prevê investimentos para todos os aspectos necessários para o desenvolvimento social, cultural e de preservação do patrimônio”, declarou o Superintendente do Patrimônio da União em nosso Estado. Porta de entrada da cidade de João Pessoa para quem chegava pelo mar antes da construção do Porto de Cabedelo, o Porto do Capim, no Varadouro, possui grande valor histórico por simbolizar historicamente o nascimento da capital.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.